13-08-2020
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 106

O festival Jazz im Goethe-Garten, que se realiza entre os dias 10 e 12 de junho, a partir das 19 horas em Lisboa, vai contar com um encerramento em grande a cargo de DJ Johnny.
 
A partir das 21 horas, DJ Johnny sobe ao palco montado no jardim do Goethe-Institut de Lisboa, com um set que promete misturar sonoridades como o jazz, soul, hip hop, afro dancehall, reggae e eletrónica.
 
DJ Johnny tem 20 anos de carreira e já passou por vários festivais e clubs underground, além do seu contributo para o desenvolvimento do drum’n’bass através dos seus programas de rádio.
 
O festival de jazz conta ainda com atuações de Ghost Trio, Albert Cirera, João Lencastre e Philm. Os bilhetes encontram-se à venda com preços entre os 3 e os 5 euros.
 
Publicado em Festivais
O DJ e produtor Nicky Romero é um dos cabeças de cartaz para a edição deste ano do Dancefloor, que vai decorrer no estádio municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, nos dias 27 e 28 de julho.
 
O autor de “Toulouse” junta-se assim a Borgore, Blasterjaxx, Audioctricz, Noisecontrollers e aos portugueses KEVU no line-up do festival, que promete agitar com a zona centro do país.
 
Os bilhetes já se encontram à venda a partir de 10 euros.
 
Publicado em Festivais
A dupla Axwell /\ Ingrosso vai subir pela primeira vez ao palco do RFM SOMNII - O Maior Sunset de Sempre, segundo informa o site oficial da rádio que dá nome ao evento. O regresso dos ex-membros do coletivo Swedish House Mafia está marcado para 7 de jullho na Praia do Relógio, Figueira da Foz.

Os bilhetes já se encontram disponíveis nos locais habituais com preços entre os 21,50 e os 146 euros.

Recorde-se que o projeto dos dois artistas suecos esteve pela primeira vez em 2015 (18 de dezembro) na Meo Arena, no evento “Where’s The Party?” com assinatura da Carlsberg.

Confere abaixo todos os artistas confirmados até ao momento:
 
6 de julho:
Yellow Claw
Angerfist
Quintino
Curbi
Tom Staar
GTA
 
7 de julho:
Axwell /\ Ingrosso
Chocolate Puma
Gregor Salto
Moksi
Slushii
Ummet Ozan
 
8 de julho:
Steve Angello
Alan Walker
Brooks
Cesqeaux
Corey James
Garmiani
 
Publicado em Festivais
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta terça feira o diploma do parlamento sobre a proibição de festivais e espetáculos de natureza análoga até 30 de setembro devido à pandemia de COVID-19.

Para o Presidente, "se uma entidade promotora definir como iniciativa política, religiosa, social o que poderia, de outra perspetiva, ser encarado como festival ou espetáculo de natureza análoga, deixa de se aplicar a proibição específica prevista no presente diploma".

Exemplo disso é a Festa do Avante, organizada pelo PCP, que é um dos que encaixa nesta referência de Marcelo, abrindo assim a porta à sua realização em setembro, restando saber em que moldes se poderá realizar.

Marcelo abriu também exceções quanto à realização de festivais e espetáculos de natureza análoga desde que “haja lugares marcados e a lotação e o distanciamento físico sejam respeitados”.

O mesmo diploma, que teve na sua base várias iniciativas legislativas incluindo uma proposta de lei do Governo, determina que "o reagendamento do espetáculo não dá lugar à restituição do preço do bilhete, nem pode implicar o aumento do respetivo custo para quem à data do reagendamento já fosse seu portador".

Esta proposta de lei do Governo a proibir a realização de festivais de música até 30 de setembro foi aprovada a 21 de maio no Parlamento, com a abstenção do CDS, PCP, PEV e  Iniciativa Liberal e não recebeu votos contra.
Publicado em Festivais
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou esta quarta-feira que foram instaurados 35 processos em festivais de verão, destacando-se como principal infração a venda e/ou disponibilização de bebidas alcoólicas a menores.
 
Através da Unidade Regional do Sul, a ASAE realizou diversas operações de fiscalização, no âmbito dos Festivais de Verão realizados durante o mês de julho e primeira semana de agosto.
 
Entre o público abrangido, destaca-se o NOS ALIVE 2016, no Passeio Marítimo de Algés, o Super Rock Super Bock (SBSR) no Meo Arena em Lisboa, o Festival Músicas do Mundo, em Sines e o MEO Sudoeste na Zambujeira do Mar.
 
Segundo a ASAE, no NOS ALIVE 2016 foram fiscalizados 86 operadores económicos, tendo sido instaurados 6 processos de contraordenação por venda e/ou disponibilização de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos e 2 processos de contraordenação por incumprimento dos requisitos de higiene e falta de afixação de preços.
 
"No âmbito da fiscalização da lei do álcool foram identificados 7 menores com idades compreendidas entre os 15 e 17 anos", adianta a ASAE.
 
No festival MEO Sudoeste, foram fiscalizados 54 operadores económicos e foram instaurados 16 processos: 15 de contraordenação por venda ou disponibilização de bebidas alcoólicas a menores e falta de afixação de aviso obrigatório e ainda 1 processo-crime com detenção de indivíduo por usurpação.
 
Foram identificados 20 menores por consumo de bebidas alcoólicas com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos.
 
No Festival Músicas do Mundo, foram fiscalizados 30 operadores económicos e foram instaurados 3 processos: 2 processos de contraordenação por falta de aviso de álcool e 1 processo de contraordenação por venda de álcool a menores e foram identificados 2 menores por consumo de bebidas alcoólicas.
 
No Super Rock Super Bock instauram-se 8 processos, sendo 5 deles por contraordenação por disponibilização de bebidas alcoólicas a menores com identificação de 7 menores com idades entre 16 e 17 anos e 1 processo-crime por utilização de identificação alheia, por menor com 16 anos, para acesso a bebida alcoólica.
 
De acordo com a ASAE, foi ainda instaurado neste festival 1 processo de contraordenação por incumprimento do HACCP (Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos) e 1 processo de contraordenação por falta de afixação na bilheteira da classificação etária de acesso ao evento (6 anos) e acesso de menor de três anos aos espetáculos (identificada criança de 2 anos) e foram fiscalizados 28 operadores económicos.
 
Fonte: Sic Notícias.
Publicado em Festivais
O Fã Pack da Fnac que te dá acesso ao NOS Primavera Sound já está à venda e promete ser uma das prendas de natal mais desejadas. O produto encontra-se disponível em duas versões.
 
Podes adquirir o Fã Pack na sua versão Passe Geral, que inclui o bilhete para os três dias, um vale de desconto Fnac, um saco e um livro da sétima edição do festival. A versão Voucher Diário conta com um bilhete para um dia à escolha. O primeiro tem um preço de 105 euros enquanto que o segundo custa 55 euros e ambos estão limitados ao stock existente.
 
O NOS Primavera Sound vai regressão ao Parque da Cidade, no Porto, entre os dias 7 e 9 de junho do próximo ano, ainda sem cartaz divulgado.
 
 
Publicado em Festivais
O festival MEO Sudoeste está quase a chegar e foram recentemente confirmados novos artistas para o palco Moche Ring, especialmente dedicado à música eletrónica. O mestre Carlos Manaça tem a curadoria do dia 10 de agosto.
 
D-Formation, Fauvrelle, Frank Maurel, Miss Sheila, XL Garcia e MC Johnny Def foram os escolhidos por Carlos Manaça para uma noite que promete ser memorável na Herdade da Casa Branca.
 
No dia 8 de agosto, o mesmo palco recebe o conceito EDM To The Fullest com nomes como Tony Junior, Sick Individuals, Mightyfools e Putzgrilla.
 
Marshmello, Francisco Cunha, Ben Ambergen, Karetus & Friends, Hardwell, Don Diablo, Lemaître e muitos outros fazem parte do cartaz deste ano do MEO Sudoeste, que vai decorrer entre os dias 7 e 11 de agosto na Zambujeira do Mar.
 
Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais com preços entre os 48 e os 210 euros.
 
Publicado em Festivais
Os Iberian Festival Awards decorreram no passado dia 13 de março, no Teatro Afundadion em Vigo (Espanha) e divulgaram os vencedores da edição deste ano, numa cerimónia inserida no Talkfest – International Music Festivals Forum.
 
Entre os grandes vencedores da noite organizada pela APORFEST constam os conhecidos festivais Lisboa Eletrónica, NEOPOP, Festival Académico de Lisboa, Festival F, entre muitos outros.
 
Confere abaixo todos os vencedores:
 
- Best New Festival
National Winner  - Artes à Vila (PT)
Winner – O Son do Camiño (ES)
 
- Best Festivity
National Winner  - Semana Grande de San Sebastián (ES)
Winner – Expofacic (PT)
 
- Contribution to Sustainability
National Winner  - Noches del Botánico (ES)
Winner – Festival Med (PT)
 
- Best Indoor Festival
National Winner  - Bime Live (ES)
Winner – Lisboa Electrónica (PT)
 
- Best Use of Technology
National Winner  - See Tickets (PT/ES)
Winner – Mb Way (PT)
 
- Best Hosting and Reception
National Winner  - Bons Sons (PT)
Winner – Bilbao BBK Live (ES)
 
- Best Infrastructure
National Winner  - MIMO Festival (PT)
Winner – Rototom Sunsplash (ES)
 
- Best Small Festival
National Winner  - Sinsal Son Estrella Galicia (ES)
Winner – Rodellus (PT)
 
- Best Media Partner
National Winner  - Antena 3 (PT)
Winner – Mondo Sonoro (ES)
 
- Best Line-up powered by ArtCor Light
National Winner  - EdpCoolJazz (PT)
Winner – Resurrection Fest Estrella Galicia (ES)
 
- Best Communication
National Winner  - Low Festival (ES)
Winner – Neopop (PT)
 
- Best Academic Festival
National Winner  - Nochevieja Universitaria Salamanca (ES)
Winner – Festival Académico de Lisboa (PT)
 
- Best Live Performance (Int.)
National Winner  - David Byrne - EdpCoolJazz (PT)
Winner – Lenny Kravitz - O Son do Camiño (ES)
 
- Best Cultural Programme
National Winner  - FMM Sines (PT)
Winner – Rototom Sunsplash (ES)
 
- Best Non-Music Festival
National Winner  - Poetas (ES)
Winner – Serralves em Festa (PT)
 
- Best Brand Activation
National Winner  - Toyota Caetano (PT)
Winner – Ribera del Duero/Sonorama Ribera (ES)
 
- Best Medium-Sized Festival
National Winner  - Arrecife en Vivo (ES)
Winner – Bons Sons (PT)
 
- Best Touristic Promotion
National Winner  - Wos Festival (ES)
Winner – FMM Sines (PT)
 
- Best Service Provider
National Winner  - Cision (PT)
Winner – Idasfest (ES)
 
- Best Lusophone and Hispanic Festival
Winner – Festival F (PT)
 
- Best Live Performance (PT/ES)
National Winner  - Bunbury - Mundaka Festival (ES)
Winner – Bezegol - MUSA Cascais (PT)
 
- Best Major Festival powered by See Tickets
National Winner  - FMM Sines (PT)
Winner – Bilbao BBK Live (ES)
 
- Excellence Award
Winner – Luís Ferreira 
 
Publicado em Eventos
O NOS Alive foi o Festival de Verão com melhor desempenho de retorno mediático, nos meios de comunicação social, durante o passado mês de abril.
 
O festival Super Bock Super Rock, que este ano volta a lisboa, concretamente ao Parque das Nações, foi o segundo classificado deste ranking levado a cabo pela Cision, seguido pelos festivais EDP Cool Jazz e Sumol Summer Fest.
 
Os Blur e os mediáticos Noel Gallagher e Florence Welch, e respetivas bandas, continuam a trazer notícias para o Super Bock Super Rock, mas a confirmação dos portugueses Jorge Palma e Sérgio Godinho no cartaz do festival foi uma das novidades que maior buzz gerou nos media nacionais, no mês de abril. Os dois músicos vão atuar juntos no Palco Super Bock do certame, a 17 de julho, num espetáculo totalmente concebido em conjunto.
 
A "Maratona dos Festivais de Verão - Ranking Cision" é um estudo realizado de forma continuada pela Cision que analisa a evolução do mediatismo comparado de diversos festivais de música realizados em Portugal, ao longo dos meses, até ao final do Verão.
 
O objeto de análise deste estudo são todas as notícias referentes aos diferentes festivais, veiculadas no espaço editorial português, em mais de 2000 meios de comunicação social (televisão, rádio, online e imprensa). Neste caso o Ranking reflete o resultado de 1 de abril de 2015 a 30 de abril de 2015 – com os diferentes festivais a serem ordenados pela posição alcançada.
 
  1. Nos Alive
  2. Super Bock Super Rock
  3. EDPCoolJazz 
  4. Sumol Summer Fest
  5. MEO Marés Vivas
  6. MEO Sudoeste
  7. O Sol da Caparica
  8. NOS Primavera Sound
  9. Vodafone Paredes de Coura
 
 
Publicado em Festivais
A quarta edição do festival Dancefloor, em Leiria, decorreu no passado fim-de-semana, nos dias 27 e 28 de julho no estádio municipal Dr. Magalhães Pessoa com um cartaz diversificado, mas com destaque para o hardstyle.
 
Nicky Romero, Borgore, Blasterjaxx, NEW_ID e os portugueses KEVU foram alguns dos artistas que subiram ao palco do Dancefloor, que teve o Portal 100% DJ como Media Partner Oficial.
 
O género hardstyle, que tem vindo a aumentar a sua notoriedade e público, foi o ‘rei’ deste evento que promete voltar e crescer no próximo ano, para ser “a meca nacional” deste estilo, mas sem esquecer a chamada ‘EDM’.
 
Além das atuações ao vivo, o festival contou ainda com o evento Be Fit, que transformou o estádio da cidade de Leiria num ginásio gigante ao ar livre, com aulas de Zumba, Body Pump, Body Attack e Cycling.
 
Para os festivaleiros que estiveram a acampar na Praia do Pedrógão, a festa começou mais cedo com um sunset no dia 26 de julho, com atuações de Rob Willoe, Madara e Solberjum.
 
Para inaugurar o palco do Dancefloor no dia 27 de julho, subiram ao palco os artistas Solberjum e Madara, que ficarem encarregues do warm up de dois dias que se adivinhavam épicos.
 

 
Após a atuação de Vendark, João Rosário dos KEVU subiu ao palco com um set enérgico e repleto de drops que puseram o público presente a saltar. No final, ainda houve tempo para apresentar a música oficial do Dancefloor, uma colaboração com Vendark, intitulada “Be Free”.
 

 
Seguiu-se Will Sparks, que já tinha o público bem preparado para a sua atuação. Os efeitos especiais, C02, confetis, lasers, fogo e pirotecnia foram cada vez mais utilizados, levando os festivaleiros à loucura.
 

 
A dupla VINAI subiu posteriormente ao palco do Dancefloor, com um dos membros a vestir uma camisola da Seleção Portuguesa de Futebol, numa demonstração do carinho que os artistas italianos têm pelo público nacional. Os drops de todas as faixas eram acompanhados por saltos dos presentes, bem como as letras que os festivaleiros tinham na ponta da língua.
 

 
E chegou o momento que muitos esperavam: o regresso de Nicky Romero a palcos portugueses. A ansiedade era sentida e notável no público, que recebeu o artista de braços abertos, em euforia. O fogo de artifício fez-se ver no ar e todos puderam dançar e cantar os êxitos do momento e alguns clássicos. Na fila da frente, houve quem usa-se a famosa máscara dos Anonymous ou do V de Vendetta, usada no videoclip de “Toulouse”.
 

 
A noite já era longa e o hardstyle ocupou lugar no palco do Dancefloor, com as atuações de Noisecontrollers e Zatox. As batidas agressivas deste género musical que está a tornar-se popular entre os amantes de música eletrónica contagiaram o público, que reagia a cada faixa que era reproduzida. Muitos eram aqueles que envergaram com muito orgulho as bandeiras referentes ao hardstyle.
 

 
Se o primeiro dia do festival já tinha um bom cartaz, o segundo ainda elevou mais a fasquia. Depois do warm-up feito pelos mesmos artistas do dia anterior, Alecks subiu ao palco antes da atuação de NEW_ID.
 

 
Para quem não conhecia ou nunca tinha assistido a uma performance de NEW_ID, o artista surpreendeu todos os presentes pela positiva. Foi um set pensado, com uma seleção musical feita a rigor, desde os hits da atualidade até aos clássicos. NEW_ID foi dos que mais agradeceu ao público, através de gestos, sorrisos e palavras.
 

 
O dubstep também teve lugar no Dancefloor, com Borgore. Depois da sua atuação no Lick, no Algarve, o DJ israelita encantou os amantes de música eletrónica que estavam no estádio de Leiria, desde os mais novos até aos mais velhos. Bandeiras, cartazes e t-shirts com o seu nome eram muito visíveis na frontline.
 

 
Seguiu-se Tujamo, que continuou a festa que já estava a ficar memorável, mas que não ia ficar por ali. Os efeitos especiais cada vez mais levavam o público à loucura, antes da entrada do convidado especial: Carnage.
 

 
Depois da sua atuação na EDP Beach Party, Carnage ganhou uma grande legião de fãs portugueses que não saíram da frente do palco por nada. A sua atuação foi acompanhada por todos bem de perto, com direito a vários momentos de mosh pit, impressionantes para quem via de cima, desde a zona VIP.
 

 
Os cabeças de cartaz, Blasterjaxx, sobem ao palco apenas com a presença de Thom, mas mais uma vez sem desiludir. O ambiente vivido no relvado do Dancefloor era de invejar, ond era possível sentir uma energia única e uma única paixão: a música eletrónica.
 

 
Por fim, a dupla Audiotricz encerrou a edição deste ano do festival Dancefloor com muita música hardstyle, levando os fãs do estilo à loucura, mais uma vez, depois do aquecimento de Carnage. No final, fizeram questão de descer do palco e trocar algumas palavras com os fãs, além das habituais selfies e autógrafos.
 

 
Durante os dois dias de festival, o estádio de Leiria recebeu cerca de 15 mil amantes de música eletrónica e a organização já está a preparar a edição de 2019, que promete ser ainda melhor.
 
Até para o ano, Dancefloor!
 
Galeria de Fotos:
 
Publicado em Reportagens
Pág. 1 de 19