28-03-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Erro

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens tomorrowland/construcao14 deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

Depois de aftermovies e documentários, chegou a vez do maior festival do mundo lançar um filme. O Tomorrowland vai estrear no próximo dia 26 de novembro o filme “This Is Was Tomorrow”, na Arena Sportpaleis, na Bélgica.
 
São esperadas mais de 20 mil pessoas na estreia da longa metragem, que promete mostrar os melhores momentos da edição deste ano das diferentes edições do festival e do “People Of Tomorrow”. O cenário do local vai ser diferente, com efeitos especiais e vai contar ainda com a Orquestra Nacional da Bélgica, que este ano também pisou o palco do Tomorrowland.
 
Os bilhetes para a sessão de cinema vão ser colocados à venda no próximo dia 5 de outubro no site oficial do festival, com preços entre os 35 e os 43 euros (mais 5 euros de taxas de serviço).
 
{youtube}O49pbIFsDT8{/youtube}
Publicado em Tomorrowland
O DJ e produtor Eric Prydz acaba de anunciar que vai estrear no Tomorrowland um novo espetáculo ao vivo, chamado "Epic: Holosphere". Segundo o artista sueco, esta será de longe a produção tecnicamente mais avançada até à data, um re-design completo de qualquer espetáculo seu anterior. 

"Holosphere" será apresentado no festival Belga nos dias 19 e 26 de julho e demorou mais de dois anos a ser desenvolvido pela equipa de Eric Prydz que criou uma gigantesca estrutura tecnológica propositadamente para este espetáculo.

Eric é conhecido pelas suas atuações epicamente impressionantes com efeitos de videomapping e lasers que levam qualquer fã à loucura.

O festival Tomorrowland regressa à Bélgica nos dias 19, 20, 21, 26, 27 e 28 de julho sob o tema  "The Book Of Wisdom - The Return", uma reabertura do livro que celebra 15 anos de existência.

Publicado em Tomorrowland
Sábado, 23 de julho, segundo dia do Tomorrowland. Acordámos cedo mais uma vez. A chuva e alguma trovoada não nos deixaram ter uma noite descansada. O cansaço começa a sentir-se. São muitos quilómetros, muitos saltos, muitos gritos, muitos cânticos... Mas não interessa. Afinal estamos no local onde milhares de pessoas queriam estar e infelizmente não podem. Temos de aproveitar ao máximo cada segundo.
 
Este ano, a novidade da Dreamville são as aulas de ioga logo pela manhã e também uma banda de música escocesa para acordar os festivaleiros.
 
Depois do almoço, decidimos ir à roda gigante ver o recinto. Simplesmente impressionante a grandeza deste festival! A felicidade e o espanto estão estampados na cara dos que vêm pela primeira vez.
 
Olhamos para o relógio e já eram 16 horas. Hora da concentração de portugueses no Mainstage. Juntámos as bandeiras todas no chão atando-as umas às outras. Os cânticos sucediam-se chamando a atenção de quem por ali estava. Decidimos então levantar o manto de bandeiras e para o Mainstage. Foi sem dúvida dos momentos mais bonitos desta edição do Tomorrowland.
 
Tive o privilégio de conhecer o português mais velho nesta edição do Tomorrowland. Encontrei também o Dylan, um dos meus companheiros nas minhas viagens pelos festivais. Deve ser das pessoas que conheço com mais paixão por música electrónica. Foi operado há uma semana e está cá de muletas, pois mal pode mexer a perna. Um exemplo de força de vontade.
 
Às 19 horas Axwell subia ao palco Axtone com um set sem igual. A “armada tuga” estava na frontline para aplaudir um dos elementos dos Swedish House Mafia que tanto já nos fizeram sonhar.
 
Seguem-se os set's de Nicky Romero, Afrojack e, é claro, dos residentes do Tomorrowland: Dimitri Vegas & Like Mike. As luzes, o fogo de artifício juntamente com a música tornam este local único com um ambiente sem igual. Axwell /\ Ingrosso encerram o Mainstage. Entre muitas músicas, a "One" e "Sun is Shining" provocam arrepios.
 
Encerra-se mais um dia, o segundo. O tempo passa rápido, demasiado rápido neste festival onde há tanto para se ver. Resta um dia, o último!
 
Laetitia Esteves (Tomorrowland Crew Portugal)

 

 

 
Publicado em Tomorrowland

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens tomorrowland/construcao14 deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

Nada pode falhar e tudo é desenvolvido e montado ao mais ínfimo pormenor. Um gigantesco jardim em Boom na Bélgica está por estes dias, a ser transformado numa cidade dividida por 15 diferentes palcos e pronta a acolher milhares de festivaleiros nos dias 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de julho, datas em que decorre a 10ª edição do Festival Tomorrowland - um dos festivais mais procurados a nível mundial.
 
Recorde-se que em fevereiro de 2013 foram vendidos 180 mil bilhetes para 214 países diferentes, em apenas um segundo. Esta procura pesou no facto do festival aumentar para dois fins-de-semana permitindo assim que mais pessoas possam estar presentes nos 10 anos de evento.
 
Na galeria fotográfica em baixo, apresentamos-te imagens de algumas zonas de montagens do Festival mais internacional de sempre.
 
{gallery}tomorrowland/construcao14{/gallery}
Publicado em Tomorrowland
O festival Tomorrowland comemora este ano o seu 10º aniversário e lançou um livro exclusivo e de edição limitada para os verdadeiros fãs do evento. “We Are Tomorrow” é o título da obra, que contem diversas histórias, imagens e entrevistas de um dos maiores festivais de música eletrónica a nível mundial.
 
David Guetta, Moby, Dimitri Vegas & Like Mike, Steve Aoki, Armin van Buuren, Hardwell, Yves V, Carl Cox, Hans Zimmer, Sérgio Herman, e Arne Quinze são alguns dos artistas que deram o seu testemunho para este livro de colecionador.
 
Podes adquirir o “We Are Tomorrow” na loja online oficial do festival por 39,99 euros.
 
Publicado em Tomorrowland
É dos aftermovies mais esperados de sempre e acaba de ser lançado na Internet. O “pós” Tomorrowland apresenta, mais uma vez, incríveis planos de cortar a respiração, no ano em que o tema principal foi o “Reino Secreto da Melodia”, tento como cabeças de cartaz, a dupla Axwell /\ Ingrosso, Martin Garrix, Dillon Francis, Armin van Buuren, Deorro e Blasterjaxx que durante três dias levaram os festivaleiros à aventura mais épica das suas vidas. 
 
Com precisamente 19 minutos e 12 segundos, além de um grupo de portugueses, o vídeo mostra os magníficos momentos da 11ª edição do festival que decorreu nos dias 24, 25 e 26 de julho em Boom, na Bélgica, podendo ser exibidos com uma qualidade até 4K.
 
 
 
Confere ainda a track-list do Aftermovie.
 
  1. Dimitri Vegas and Like Mike featuring Ne-Yo – Higher Place 
  2. Dimitri Vegas and Like Mike featuring Ne-Yo – Higher Place ( Afrojack Tomorrowland Remix )
  3. Skrillex and Diplo - "Where Are Ü Now" with Justin Bieber ( Dimitri Vegas & Like Mike vs W&W Remix )
  4. Lost Frequencies feat. Janieck Devy – Reality w/ Yves V
  5. Yves V vs Dimitri Vangelis & Wyman - Daylight
  6. Armin van Buuren feat. Mr Probz – Another You
  7. Dimitri Vegas & Like Mike vs W&W - ID
  8. Symphony Of Unity – Café Del Mar by Energy 52
  9. ID – Other Level
  10. Major Lazer & DJ Snake - Lean On (feat. MØ) ( Dimitri Vegas & Like Mike Remix )
  11. Dimitri Vegas & Like Mike vs Steve Aoki & Ummet Ozcan – ID
Publicado em Tomorrowland
Deixou a carreira de professor de educação física e moral para se dedicar de corpo e alma ao djing e à produção musical. Quando se fala de Yves V, é inevitável referir o festival Tomorrowland, uma vez que o artista belga é considerado o DJ residente. Graças ao impacto das suas atuações transmitidas para todo o planeta, hoje em dia cumpre um dos seus maiores sonhos: viajar por todo o mundo acompanhado da sua música e dos seus fãs. O Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com o produtor belga, sobre temas como a sua carreira atual, o nosso país e, claro, o festival que é a sua segunda casa.
 
 
És o DJ residente do Tomorrowland. Como te sentes ao fazer parte do maior festival do mundo?
É ótimo. Todas as pessoas me perguntam isso. Eu estou lá quase desde o início por isso eu vi toda a evolução. Agora tenho o meu próprio palco e atuei também no Main Stage, na edição do Brasil e dos Estados Unidos da América. Estou muito feliz por continuar lá e posso chamar-me de ‘DJ residente’ daquele festival, porque às vezes as pessoas não sabem onde é a Bélgica, a minha terra natal, mas sabem onde é o Tomorrowland.
 
Qual é a tua opinião sobre a expansão do Tomorrowland para outros países como o Brasil ou os Estados Unidos da América?
É muito bom, penso eu. Especialmente o Brasil, na minha opinião, é um grande mercado para mim. O público brasileiro e o Tomorrowland são uma combinação muito boa. A primeira edição ficou esgotada em duas horas e a edição americana também vendeu bem. Acho bem que não o façam em todos os países, mas sim em todos os continentes. É positivo expandir a marca.
 
Já atuaste várias vezes no nosso país. O que tens a dizer sobre Portugal e o nosso público?
Fantástico! Amo o clima, porque é muito diferente da Bélgica e o público tem sempre muita energia. Todos estão felizes e sabem as músicas, é uma das coisas que se consegue ver. A última vez que cá estive, havia pessoas no público com uma bandeira com o nome de uma faixa minha que ainda não tinha sido lançada, foi muito bom. 
 
Conheces algum DJ português?
Sim, o Kura. Que outros DJs portugueses me aconselham?
 
E para quando uma colaboração com um DJ português?
Atualmente estou a planear com o Kura para fazermos alguma coisa. Até agora não tenho nenhuma produção com um artista português mas nunca se sabe o que o futuro possa trazer.
 

(…) o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.

 
Qual é a tua colaboração de sonho?
É difícil dizer um só nome, mas se pudesse escolher seria alguém fora da música de dança. Alguém de uma banda de rock, de música clássica, ou um cantor. Algo totalmente diferente e que as pessoas não estejam à espera.
 
Como por exemplo?
Há muitos bons cantores, como por exemplo a Birdy. Ela tem uma voz muito boa que desperta muitas emoções. Iria ser uma excelente combinação. Mas há muitos outros bons nomes que seriam uma boa hipótese. 
 
Qual foi o melhor momento da tua carreira?
É óbvio que tenho de referir novamente o Tomorrowland. O mundo inteiro está a ver o Main Stage e aquilo que tu estás a reproduzir naquele momento. Cada vez que atuo lá, consigo ver as reações nas redes sociais. O Tomorrowland é sempre um momento alto na minha carreira.
 
Na tua opinião, quem merece a primeira posição do Top 100 DJs da DJ Mag?
É uma pergunta muito difícil. Mas acho que a resposta é Dimitri Vegas & Like Mike. São os meus irmãos da Bélgica. Na minha opinião é muito difícil dizer quem possa ser o melhor DJ do mundo, porque existem muitos bons artistas.
 
Que novidades podes desvendar acerca do futuro da tua carreira?
Tenho muitas novas produções a chegar. Espero que tudo corra bem. Vou estar em digressão e esse é o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.
 
Que mensagem gostarias de deixar aos seguidores e leitores do Portal 100% DJ?
Quero agradecer a todos que têm ido às minhas atuações e se nunca o fizeram, espero conhecê-los em breve num dos meus próximos shows. Continuem a apoiar a música eletrónica!
 
 
Segue Yves V nas redes sociais
     
 
Publicado em Entrevistas
O dia começa cedo! Por volta das 7 horas já todos estamos acordados. Avizinha-se um dia longo e cheio de emoções. Os que vêm pela primeira vez ficaram tão surpreendidos com a festa da receção que acham que mais nada os pode surpreender! Estão bem enganados.
 
Começamos com um mega pequeno-almoço porque o segredo para se aguentar estes 5 dias passa mesmo por uma boa alimentação.
 
Fomos cedo porque o Tomorrowland avisou-nos que as regras de segurança seriam mais apertadas. E realmente mudaram. Passamos pela primeira porta onde nos entregaram uns sacos transparentes e onde tínhamos de colocar todos os nossos bens. A seguir, passamos pela segunda porta onde este ano temos um detector de metais.
 
Entrámos finalmente! O ambiente é sempre o mesmo: pura magia e felicidade. Dirigimo-nos logo ao Mainstage para descobrir o fantástico palco! O meu palpite era que fosse uma árvore pelo facto de aparecer uma árvore nas garrafas de cerveja que patrocinam o Tomorrowland. E foi mesmo! Um palco enorme e imponente como o Tomorrowland sempre nos habituou.
 

A noite cai e o palco surpreende cada vez mais! Aquelas luzes, toda a produção é fantástica. Provoca arrepios.

 
Fomos de seguida ao restaurante para almoçar. Terminado o almoço, é tempo de descobrir os palcos deste ano. Muitas novidades, mas sempre com aquele toque de magia que o Tomorrowland nos habituou. Os estreantes estão de boca aberta! Dizem que agora me dão razão: não há palavras que descrevam a magia deste festival e que não sabem como irão descrever estes dias aos familiares e amigos.
 
Este ano é muito especial para os portugueses! Quando nos perguntam de onde vimos e respondemos "Portugal", a resposta é sempre a mesma: "oh Portugal, campeões!". Os cânticos dos portugueses em torno da seleção repetem-se sem fim porque temos um orgulho enorme de representar as cores do nosso país no maior festival do mundo de música electrónica. O grito do Cristiano Ronaldo também é uma constante.
 
Após uma concentração de portugueses em frente ao Mainstage, decidimos ir todos para a frontline durante o set de David Guetta. Afinal, ele iria tocar a música do Euro 2016 e os campeões tinham de estar bem lá na frente.
 
A noite cai e o palco surpreende cada vez mais! Aquelas luzes, toda a produção é fantástica. Provoca arrepios. O meu ídolo Alesso encerrava o Mainstage do primeiro dia e era impensável para mim sair da frontline. A seguir a Guetta, Armin van Buuren surpreendeu-nos com um set de cortar a respiração. Tiësto é o senhor que se segue e finalmente, o grande Alesso.
 
E termina assim o primeiro dia. Estamos cansados mas felizes e prontos para o segundo dia.
 
Laetitia Esteves (Tomorrowland Crew Portugal)

 

 

Publicado em Tomorrowland
terça, 29 maio 2018 21:41

Diego Miranda regressa ao Tomorrowland

Enquanto percorre o mundo com as suas atuações energéticas, o português Diego Miranda prepara-se para regressar ao famoso festival Tomorrowland, em Boom, na Bélgica, no dia 29 de julho.
 
Diego Miranda vai atuar no palco Smash The House juntamente com outros grandes artistas como BassJackers, Dimitri Vegas & Like Mike, KSHMR, Nicky Romero, Steve Aoki, entre outros.
 
O festival Tomorrowland volta a acontecer este ano durante dois fins de semana, nos dias 20, 21, 22, 27, 28 e 29 de julho.
 
Recorde-se que Diego Miranda ficou colocado na segunda posição do TOP 30 do Portal 100% DJ de 2017.
 
Publicado em Tomorrowland
O DJ e produtor Diego Miranda será o primeiro artista português a pisar o palco principal do festival Tomorrowland na Bélgica. A atuação no Mainstage realiza-se no dia 19 de julho, domingo. Esta será a quinta vez consecutiva que Diego representa Portugal naquele que é apelidado como o maior evento de música eletrónica do mundo. Recorde-se que no ano passado atuou no palco Generation Smash partilhando a cabine com Bassjackers, Chuckie e ainda a dupla Wolfpack.

Esta confirmação representa um passo importante na carreira de Diego Miranda, que nos últimos meses tem oferecido a sua sonoridade em território asiático.  A conquista do TOP 100 da revista britânica DJ Mag também é uma realidade. O fundador da editora Less Is More ocupa agora a 55.ª posição nesta listagem internacional e a posição número 2 no TOP 30 nacional, levado a cabo pelo Portal 100% DJ.

O Festival Tomorrowland regressa a Boom, na Bélgica, entre os dias 17 e 19 de julho e novamente de 24 a 26 de julho, sob o tema "The Reflection Of Love". Para esta edição estão confirmados inúmeros palcos que recebem a curadoria de diversas editoras de renome como A State of Trance, Afterlife, Axtone, The Masquerade, Cocoon, Glitterbox e Q-Dance.
 
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.