19-02-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

terça, 29 maio 2018 21:41

Diego Miranda regressa ao Tomorrowland

Enquanto percorre o mundo com as suas atuações energéticas, o português Diego Miranda prepara-se para regressar ao famoso festival Tomorrowland, em Boom, na Bélgica, no dia 29 de julho.
 
Diego Miranda vai atuar no palco Smash The House juntamente com outros grandes artistas como BassJackers, Dimitri Vegas & Like Mike, KSHMR, Nicky Romero, Steve Aoki, entre outros.
 
O festival Tomorrowland volta a acontecer este ano durante dois fins de semana, nos dias 20, 21, 22, 27, 28 e 29 de julho.
 
Recorde-se que Diego Miranda ficou colocado na segunda posição do TOP 30 do Portal 100% DJ de 2017.
 
Publicado em Tomorrowland
Deixou a carreira de professor de educação física e moral para se dedicar de corpo e alma ao djing e à produção musical. Quando se fala de Yves V, é inevitável referir o festival Tomorrowland, uma vez que o artista belga é considerado o DJ residente. Graças ao impacto das suas atuações transmitidas para todo o planeta, hoje em dia cumpre um dos seus maiores sonhos: viajar por todo o mundo acompanhado da sua música e dos seus fãs. O Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com o produtor belga, sobre temas como a sua carreira atual, o nosso país e, claro, o festival que é a sua segunda casa.
 
 
És o DJ residente do Tomorrowland. Como te sentes ao fazer parte do maior festival do mundo?
É ótimo. Todas as pessoas me perguntam isso. Eu estou lá quase desde o início por isso eu vi toda a evolução. Agora tenho o meu próprio palco e atuei também no Main Stage, na edição do Brasil e dos Estados Unidos da América. Estou muito feliz por continuar lá e posso chamar-me de ‘DJ residente’ daquele festival, porque às vezes as pessoas não sabem onde é a Bélgica, a minha terra natal, mas sabem onde é o Tomorrowland.
 
Qual é a tua opinião sobre a expansão do Tomorrowland para outros países como o Brasil ou os Estados Unidos da América?
É muito bom, penso eu. Especialmente o Brasil, na minha opinião, é um grande mercado para mim. O público brasileiro e o Tomorrowland são uma combinação muito boa. A primeira edição ficou esgotada em duas horas e a edição americana também vendeu bem. Acho bem que não o façam em todos os países, mas sim em todos os continentes. É positivo expandir a marca.
 
Já atuaste várias vezes no nosso país. O que tens a dizer sobre Portugal e o nosso público?
Fantástico! Amo o clima, porque é muito diferente da Bélgica e o público tem sempre muita energia. Todos estão felizes e sabem as músicas, é uma das coisas que se consegue ver. A última vez que cá estive, havia pessoas no público com uma bandeira com o nome de uma faixa minha que ainda não tinha sido lançada, foi muito bom. 
 
Conheces algum DJ português?
Sim, o Kura. Que outros DJs portugueses me aconselham?
 
E para quando uma colaboração com um DJ português?
Atualmente estou a planear com o Kura para fazermos alguma coisa. Até agora não tenho nenhuma produção com um artista português mas nunca se sabe o que o futuro possa trazer.
 

(…) o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.

 
Qual é a tua colaboração de sonho?
É difícil dizer um só nome, mas se pudesse escolher seria alguém fora da música de dança. Alguém de uma banda de rock, de música clássica, ou um cantor. Algo totalmente diferente e que as pessoas não estejam à espera.
 
Como por exemplo?
Há muitos bons cantores, como por exemplo a Birdy. Ela tem uma voz muito boa que desperta muitas emoções. Iria ser uma excelente combinação. Mas há muitos outros bons nomes que seriam uma boa hipótese. 
 
Qual foi o melhor momento da tua carreira?
É óbvio que tenho de referir novamente o Tomorrowland. O mundo inteiro está a ver o Main Stage e aquilo que tu estás a reproduzir naquele momento. Cada vez que atuo lá, consigo ver as reações nas redes sociais. O Tomorrowland é sempre um momento alto na minha carreira.
 
Na tua opinião, quem merece a primeira posição do Top 100 DJs da DJ Mag?
É uma pergunta muito difícil. Mas acho que a resposta é Dimitri Vegas & Like Mike. São os meus irmãos da Bélgica. Na minha opinião é muito difícil dizer quem possa ser o melhor DJ do mundo, porque existem muitos bons artistas.
 
Que novidades podes desvendar acerca do futuro da tua carreira?
Tenho muitas novas produções a chegar. Espero que tudo corra bem. Vou estar em digressão e esse é o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.
 
Que mensagem gostarias de deixar aos seguidores e leitores do Portal 100% DJ?
Quero agradecer a todos que têm ido às minhas atuações e se nunca o fizeram, espero conhecê-los em breve num dos meus próximos shows. Continuem a apoiar a música eletrónica!
 
 
Segue Yves V nas redes sociais
     
 
Publicado em Entrevistas
O festival Tomorrowland comemora este ano o seu 10º aniversário e lançou um livro exclusivo e de edição limitada para os verdadeiros fãs do evento. “We Are Tomorrow” é o título da obra, que contem diversas histórias, imagens e entrevistas de um dos maiores festivais de música eletrónica a nível mundial.
 
David Guetta, Moby, Dimitri Vegas & Like Mike, Steve Aoki, Armin van Buuren, Hardwell, Yves V, Carl Cox, Hans Zimmer, Sérgio Herman, e Arne Quinze são alguns dos artistas que deram o seu testemunho para este livro de colecionador.
 
Podes adquirir o “We Are Tomorrow” na loja online oficial do festival por 39,99 euros.
 
Publicado em Tomorrowland
Os portugueses Kura e Diego Miranda preparam-se para embarcar em direção à Bélgica, mais precisamente ao festival Tomorrowland, que vai decorrer nos dias 21, 22, 23, 28, 29 e 30 de julho.
 
Na próxima sexta-feira, Kura regressa ao Tomorrowland pela segunda vez consecutiva, desta vez no palco V Sessions. Diego Miranda volta ao festival belga no dia 30 de julho, subindo ao palco Smash The House.
 
Afrojack, Carl Cox, Bassjackers, Firebeatz, Marshmello, Martin Garrix, Paul Van Dyk e muitos outros estão também confirmados no Tomorrowland.
 
Publicado em Tomorrowland
De forma a celebrar os seus 15 anos, o Tomorrowland lançou uma votação para que os fãs possam eleger as 1000 músicas mais icónicas da história do festival belga. Para participar nesta votação, basta aceder ao site da One World Radio e escolher três músicas.

As 1000 mais votadas serão transmitidas continuamente numa contagem decrescente que decorrerá entre os dias 02 e 11 de abril, na própria rádio do festival. A votação não será extensa e encerra já este domingo, 31 de março.

Todos os participantes desta votação terão ainda a oportunidade de conhecer o seu artista favorito nesta edição do Tomorrowland, que se realizará em Boom, na Bélgica, nos dias 19, 20 e 21 e 26, 27 e 28 de julho, sob o tema "The Book of Wisdom" (o livro da sabedoria), que já foi apresentado em 2012 e também no Tomorrowland Brasil, em 2015.
 
Publicado em Tomorrowland
Há imagens e atitudes que nos deixam surpreendidos mesmo até boquiabertos. No Festival Tomorrowland - que decorreu nos dois últimos fins-de-semana - as surpresas são uma constante e quando menos esperamos, eis que...
 
O que faz o primeiro-ministro Elio Di Rupo no Tomorrowland? Uma pergunta com inúmeras respostas: diverte-se, convive com as pessoas, orgulha-se do evento que tem no seu país, tira (muitas) selfies e comprova com os seus próprios olhos de que está no maior festival de música eletrónica de sempre. 
 
A sua visita surpresa não passou despercebida e foram vários os festivaleiros que quiseram registar o momento com as tão famosas selfies. Esta atitude de convívio e descontração do ilustre político está a revelar-se viral nas redes sociais, sitio onde Elio Di Rupo, de 63 anos, partilhou a sua presença no festival que durante seis dias, deu vida ao gigantesco parque natural De Schorre, em Boom, na Bélgica.
 
E tu, já imaginaste o primeiro-ministro de Portugal num festival de música eletrónica? (O "Paulinho das Feiras" não conta.)
 
 
 
Publicado em Tomorrowland
Pela primeira vez no Tomorrowland, a editora de Hardwell, Revealed Recordings, irá ter um palco próprio, com nomes bem conhecidos da música eletrónica da atualidade, como Dannic, Joey Dale e Sick Individuals.
 
No Opera stage, irão subir à cabine os amigos de Carl Cox, tais como Dubfire, Dolomun e Javi Row, com a apresentação de MC Gunner.
 
Para o palco Ketaloco, foram também anunciados alguns artistas pela organização do Tomorrowland, bem como para o palco apresentado por Derrick Carter, onde apenas irão atuar DJs em modo B2B.
 
O festival Tomorrowland está marcado para os dias 24, 25 e 26 de julho, em Boom, na Bélgica.
 
Confere abaixo os artistas confirmados, nos respetivos palcos:
 
Hardwell presents Revealed (sábado, 25 de julho):
  • Dannic
  • Dyro
  • Hardwell
  • Headhunterz
  • Joey Dale
  • Jordy Dazz
  • Julian Calor
  • Kill The Buzz
  • Manse
  • Sick Individuals
  • Thomas Newson
 
Carl Cox & Friends (sexta feira, 24 de julho, apresentado por MC Gunner):
  • Carl Cox
  • Dufire
  • Javi Row
  • John Digweed
  • Jon Rundell
  • Monika Kruse
  • Nicole Moudaber
  • Solomun
 
Ketaloco (sábado, 25 de julho):
  • Andhim
  • Caspar
  • Don Cabron
  • Edu Imbernon
  • Karotte
  • Marc Romboy VS Stephan Bodzin
  • Nico Morano
  • No Shit Like Deep
 
Derrick Carter presents... Family and the Friends (sexta feira, 24 de julho):
  • Derick Carter B2B Eats Everything
  • Mark Farina B2B Seth Troxler
  • DJ Pierre B2B Riva Starr
  • Sven van Hees B2B Flapjackers
 
Publicado em Tomorrowland
Uma das épocas mais esperadas do ano chegou. O festival Tomorrowland, que acontece nos dois próximos fins-de-semana, está de volta a Boom, na Bélgica, com um cartaz de luxo direcionado para os amantes da música eletrónica em todas as suas vertentes. Como já é habitual, são vários os festivaleiros portugueses que partem em direção ao evento, com o objetivo de viver os melhores dias das suas vidas repletos de música, amor e união. O Portal 100% DJ falou mais uma vez em exclusivo com três portugueses que neste momento já estão no Tomorrowland. 
 
“O Tomorrowland é um lugar mágico”
 
Dylan Silva, de 23 anos, parte de Paris em direção ao festival belga pela terceira vez. “O Tomorrowland é um lugar mágico. A primeira vez que lá vamos é o realizar de um sonho e nas vezes seguintes torna-se na nossa casa”, referiu o português em exclusivo ao Portal 100% DJ.
 
Coone, Alesso, Martin Garrix e Armin van Buuren são os artistas que não quer perder no festival. Em relação à segurança do evento, considera que “não devemos pensar nisso e sim aproveitar ao máximo esses dias”, uma vez que já conhece o Tomorrowland e o seu ambiente.
 
Quando questionado se Portugal merecia um festival como o Tomorrowland, a resposta de Dylan foi afirmativa, apesar de ser “impossível” e do nosso país não ter “organização para tanto”.
 
“Mística e envolvência do festival” 
 
Pela primeira vez no Tomorrowland, Daniel Dias foi atraído pela “mística e envolvência do festival em conjunto com os artistas que irão atuar”, afirmou o português de 24 anos, residente em São João da Talha.
 
Durante o evento promete não perder um segundo dos sets de Carl Cox, Solomun e Dimitri Vegas & Like Mike e refere ainda que não se irá sentir inseguro num dos maiores festivais de música eletrónica a nível mundial, apesar dos alertas de terrorismo.
 
Se o Tomorrowland viesse para Portugal, Daniel considera ainda que “não seria a mesma coisa” e que “não faz falta um evento destes” no nosso país.
 
“Sempre foi um sonho a concretizar”
 
Joana Lima, de Lisboa e com 26 anos, vai pela primeira vez ao festival de Boom. “O Tomorrowland sempre foi um sonho a concretizar. Sou fã de música eletrónica e todo o ambiente e pormenores do festival sempre me fascinaram”, referiu a festivaleira.
 
Armin van Buuren, KSHMR, Martin Garrix e Dimitri Vegas & Like Mike são os seus artistas de eleição, considerando-se fã e que não irá perder durante o evento. Quando questionada sobre a falta de um festival do mesmo género em Portugal, Joana considera que seria “incrível”, apesar de já existirem eventos do mesmo género “mas nenhum que se aproxime da qualidade do Tomorrowland”.
 
Em relação às ameaças terroristas que o mundo tem vindo a sofrer, Joana afirma que “é impossível não sentir alguma insegurança, mas a verdade é que o risco está em todo o lado. Prefiro não pensar nisso e simplesmente disfrutar daquele que será, provavelmente, uma das melhores experiências que irei ter na vida, num festival que apela ao amor e à união: ‘Live today, love tomorrow, unite forever”, concluiu.
 
Publicado em Tomorrowland
A sua atuação no Tomorrowland está a dar que falar. Por um lado, muitos foram aqueles que apreciaram o seu espetáculo e o seu set, por outro, fazem-se críticas à prestação excêntrica do artista que muitos desconhecem e que só agora se tornou viral, muito por culpa da sua forma de estar atrás da cabine. Eis Salvatore Ganacci.

Mas quem é? Para a grande maioria, é um artista que, além de DJ, exibe uns passos de dança brilhantes que contagiam tudo e todos. Na verdade, Salvatore conta com uma sólida carreira no mercado da música de dança desde 2014, quatro anos depois de entrar para a escola Musikmakarna, na Suécia.

Ao longo da sua carreira, Ganacci já lançou várias colaborações com artistas de renome, como é o caso de Major Lazer, Dillon Francis, Sebastian Ingrosso, Axwell, Pusha-T, entre muitos outros. Do seu currículo fazem ainda parte vários remixes oficiais para os Swedish House Mafia, Knife Party, Dada Life, Afrojack, Snoop Dogg e Alesso.

Além da música eletrónica, o artista oriundo da Bósnia aprecia também moombahton, trap e dancehall. É também reconhecido por editoras como a Universal Music Group, STMPD RCRDS, Dim Mak, Def Jam Recordings, Virgin Records ou a Warner Music Group.

Depois de duas atuações em anos consecutivos no Tomorrowland e no Ultra Music Festival em Miami, quem não gostaria de ver este verdadeiro showman ao vivo em Portugal?
 
Publicado em Artistas
O DJ e produtor Hardwell acaba de cancelar a sua atuação em Antuérpia, na Bélgica, incluída na digressão “I Am Hardwell United We Are”, devido a uma ameaça terrorista.
 
A atuação estava marcada para o próximo dia 13 de maio e os fãs do artista holandês foram avisados do cancelamento através de um e-mail. A equipa de Hardwell decidiu “que este não é o momento e o local certo para realizar este evento”, como se pode ler no comunicado oficial.
 
A digressão “I Am Hardwell United We Are”, que passou por Portugal em março do ano passado, vai terminar com uma atuação numa cidade europeia, numa data ainda a anunciar. Até ao momento, Hardwell não se pronunciou acerca deste cancelamento.
 
Recorde-se que a Bélgica continua em alerta máximo, depois dos atentados terroristas de 22 de março no aeroporto de Zaventem, local onde anualmente desembarcam todos os festivaleiros do Tomorrowland, que causaram a morte de mais de 30 pessoas e mais de 200 feridos.
 
Sobre o clima de insegurança, a redação do Portal 100% DJ falou com a organização do Tomorrowland, onde ficou claro que a equipa “está ciente de tudo o que se está a passar pelo mundo e como tal estamos em constante comunicação com todas as instituições governamentais na Bélgica e pelo mundo inteiro”, disse Debby Wilmsen, representante do festival, em exclusivo ao Portal 100% DJ.
 
Entretanto, o governo belga está a preparar uma nova proposta de lei, juntamente com a organização de grandes festivais como o Tomorrowland, que passa pela proibição da entrada de mochilas nos eventos.
 
{youtube}R1-sWDhzB50{/youtube}
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.