09-12-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Dimitri Vegas & Like Mike acabam de anunciar o lançamento do tão esperado hino oficial do Festival Tomorrowland 2012.
'Tomorrow Changed Today' é lançado amanhã pela editora Le7els, a poucas horas da abertura das portas do evento que decorre até Domingo na Bélgica.

A música que sintetiza a atmosfera alucinante daquele que é amplamente considerado como o espetáculo mais original e inspirador da música de dança do planeta, estará disponível em exclusivo na loja digital - beatport.com - apenas e por enquanto em formato instrumental. Em breve a música será vendida com os magníficos vocais da artista internacional - Kelis.

Segundo a dulpa, a ideia de produzir uma música que transmitisse a magia e o estado de espírito do que é o Festival em apenas 6 minutos, não é tarefa fácil. No entanto, isso não foi problema para Dimitri Vegas & Like Mike.

Em 2011 o Hino do Festival com o título 'The Way We See The World' foi também produzido por Dimitri Vegas & Like Mike, Afrojack e pelas duas irmãs australianas NERVO.
 
Ouve o preview aqui o preview de 'Tomorrow Changed Today' e dá a tua avaliação nas estrelas.
 
 
Publicado em Tomorrowland
27 de julho de 2019 marca a chegada do UNITE with Tomorrowland a Portugal que irá juntar-se a mais três países na celebração dos 15 anos do Tomorrowland.
 
O Porto foi a cidade escolhida para a realização deste evento sem fronteiras que liga via satélite a Bélgica e o resto do mundo através de uma conexão live do palco principal do Tomorrowland. Os efeitos especiais sincronizados com o espetáculo na Bélgica, combinados com o cenário típico do Tomorrowland e um line up de artistas de peso ao vivo faz do UNITE with Tomorrowland um espectáculo único que nos leva para outra dimensão.

Ao fabuloso line up de DJs, nacionais e internacionais que vão atuar ao vivo no palco do UNITE with Tomorrowland Portugal juntam-se os The Amicorum Spectaculum. Este grupo de entertainers cujo nome tem origem no mítico tema do Tomorrowland de 2017 está a preparar-se para embarcar numa viagem fantástica até aos horizontes místicos da Grécia, Malta, Portugal e Espanha

Mais que um evento local, Unite with Tomorrowland é um evento que permite que públicos em diferentes cidades da Europa estejam juntos, numa perfeita sincronização via satélite, numa mesma emoção, numa mesma realidade, no ambiente único que caracteriza 

O pré-registo está disponível no site do evento onde é possível reservar um lugar no UNITE with Tomorrowland Portugal até ao dia 15 de abril. Ao efectuar este registo aumentam as hipóteses de garantir a entrada no evento e o bilhete fica mais económico.
 

Para ler também: 



Criado em 2005 pelos irmãos Beers, Tomorrowland é o maior festival de música na Bélgica e acontece em Schorre, na cidade de Boom. Famoso pelo seu ambiente mágico, onde não faltam os efeitos especiais e as decorações temáticas anuais, a celebração dos 15 anos revisita um dos mais emblemáticos temas do festival: The Book of Wisdom: The Return, onde se juntam mais de 1.000 artistas e uma audiência estimada em 400.000 pessoas.
 
Em Portugal, o evento acontece no Parque Oriental da cidade do Porto, é co-produzido pela UAU e a PEV Entertainment em parceria com a Câmara Municipal do Porto.
 
 
Publicado em Tomorrowland
A 12ª edição do Tomorrowland está quase a chegar e a Lipton Ice Tea tem uma grande surpresa para os amantes de música eletrónica. Cinco portugueses vão ter a oportunidade única de ganhar três passes triplos para o festival belga, incluindo ainda viagens de avião, transfers, acesso ao camping e entrada no stand da Lipton.
 
Para participar neste passatempo, tens até ao próximo dia 15 de junho para comprar uma das latas especiais da edição Tomorrowland da Lipton Ice Tea, entrares no site www.liptonicetea.pt e deixar uma mensagem inspiradora para o futuro. A hashtag oficial desta iniciativa é #mensagemparaoamanhã.
 
Os vencedores serão selecionados por um júri composto por elementos da organização do Tomorrowland e da equipa da Lipton Ice Tea.
 
Este passatempo é uma parceria entre a Lipton Ice Tea e ao Tomorrowland, que têm como objetivo principal tornar o mundo num lugar melhor, através de palavras positivas que devem ser partilhadas.
 
{youtube}YlFeop_toXk{/youtube}
Publicado em Tomorrowland
O canal televisivo MTV anunciou no dia de hoje que será parceiro exclusivo da transmissão internacional do festival belga - Tomorrowland. Esta ação inédita pretente marcar os 10 anos de existência do evento.
 
A MTV adiantou que serão transmitidas on air apenas duas horas de evento no programa "MTV World Stage" que atualmente está disponível em cerca de 170 países e é visualizado em 550 milhões de casas a nível internacional. 
 
O canal divulgou ainda que está a trabalhar num documentário sobre o festival belga e que deverá ser lançado no final deste ano. Este documentário vai desmistificar todos os "segredos" que fizeram e fazem do Tomorrowland um dos festivais mais bem-sucedidos do mundo nos últimos dez anos.
 
"O Tomorrowland é um festival com uma categoria própria e por isso estamos muitos felizes por trazer este conteúdo para o público internacional da MTV. A música eletrónica tem sido parte do reportório da MTV por quase duas décadas. Portanto, trabalhar com o festival Tomorrowland é um ajuste perfeito que nos coneta com a nova geração de fãs e seguidores da EDM em todo o mundo." referiu Bruce Gillmer, vice-presidente executivo da VIMN (Viacom Networks Media International) empresa tutora do canal.
 
A emissão "World Stage: Tomorrowland" irá para o ar apenas no mês de agosto em duas partes de 60 minutos. A província De Schorre, localizada em Boom, na Bélgica, recebe o festival que anda nas bocas do mundo nos dias 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de julho. Dois fins-de-semana para comemorar 10 anos a animar e a colocar a Europa no mapa dos grandes eventos.
 
Nota de redação 23:14h - Atualizado o mês em que será transmitida a emissão "World Stage: Tomorrowland".
 
Publicado em Tomorrowland
sábado, 21 janeiro 2012 00:03

Tomorrowland anuncia primeiros artistas

David Guetta, Fatboy Slim, Jamie Jones, John Digweed, Alesso, Solomun, Carl Cox 24/7 (official page), N-Type, Friction, Terence Fixmer e Calvin Harris são os primeiros nomes para a edição 2012 daquele que é considerado por muitos o melhor festival de música electrónica do Mundo produzido pela ID&T.
Este ano decorrerá nos dias 27, 28 e 29 de Julho como habitualmente na Bélgica.

Sabe-se que em Portugal existem bastantes fãs interessados em estarem presentes no festival, e que já foram criados vários grupos no Facebook com todas as informações do evento escritas em português.
Publicado em Tomorrowland
A edição de 2015 do festival belga Tomorrowland já começa a ser preparada e a organização do evento revelou através das redes sociais os primeiros artistas que fazem parte do line up.
 
Avicii, Armin van Buuren, Hardwell, Sven Vath, Solomun, Alesso e a Orquestra Nacional da Bélgica irão pisar os palcos de um dos maiores festivais de música eletrónica a nível mundial, que se realizará entre os dias 24 e 26 de julho.
 
Este ano, uma das novidades é um novo palco exclusivo para atuações com vinil, apresentado pela Cocoon Recordings e comandado por Sven Vath.
 
Confere abaixo o dia das atuações de cada artista:
 
  • 24 de julho – Avicii, Solomun, Alesso, Carl Cox, David Guetta, The Bloody Beetroots (SBCR DJ set), Dubfire
  • 25 de julho – Armin van Buuren, Axwell /\ Ingrosso, Martin Garrix, Sven Vath, Yves V, Dimitri Vegas & Like Mike
  • 26 de julho - Hardwell, Robin Schulz, Tiesto, Dave Clarke
 
Publicado em Tomorrowland
Têm nacionalidade portuguesa e vão embarcar numa viagem de sonho rumo a Boom, na Bélgica. Destino: Tomorrowland.
 
Por estes dias que antecedem a viagem, o frenesim dispara e são mais que muitas as borboletas presentes no estômago dos nossos seis convidados. São oriundos de Vialonga, Tavira, Vila Nova de Gaia, Portimão, Queluz e Braga. Apesar de terem idades diferentes, partilham todos o mesmo desejo: embarcar numa viagem de sonho.
 
 
NÃO SE EXPLICA, SENTE-SE
 
É a primeira vez que Olga Jerónimo vai ao Tomorrowland, no entanto, o desejo de ir ao evento belga já vem quase desde a primeira edição. Tem 30 anos e é de Vialonga. Conta-nos que este ano os seus melhores amigos lançaram-lhe o desafio e que foi "impossível resistir". Vai com as expectativas "altíssimas" e confessa que viaja 
exatamente com as pessoas que gostaria de ir.
 
O Gustavo Cavaco tem 22 anos, é de Tavira e também será a sua primeira vez no evento. Revela-nos que quer comprovar com os seus próprios olhos "os cenários, os palcos, a loucura do pessoal e a quantidade de pessoas." 
 
De Queluz e com 20 anos vai o Tiago Castro. Poder ver todos os seus DJs favoritos num único local, foi um facto  que pesou na decisão de embarcar até à Bélgica. Já teve esta viagem programada o ano passado, mas entretanto teve outras prioridades. Vai ao Tomorrowland com os seus melhores amigos de infância e o que o desperta mais à atenção no evento, é mesmo "o cartaz e a qualidade de produção do evento." 
 
Pelo segundo ano consecutivo e a representar Braga, vai o Pedro Freitas. Admite que não estava nos seus planos voltar a Boom este ano, porque pretendia ir ao DEFQON 1. "Gostei tanto do ano passado e fiz um grupo de amigos excelente e como muitos deles conseguiram bilhete, não pensei noutra opção a não ser voltar este ano lá", revelou. Questionado sobre a sua experiência anterior, Pedro não teve dúvidas: "O Tomorrowland é sempre uma surpresa em tudo, nenhum dos três dias de festival é igual ao anterior."
 
Em 2012, Nuno Machado não teve sorte e falhou a data de compra dos bilhetes, mas este ano antecipou-se e conseguiu. É de Portimão e confessa que não resistiu 'à chamada': "Tanto a quantidade de palcos como a qualidade do espectáculo durante os três dias e ainda a festa da Dreamville chamam qualquer um a Boom." A música e o ambiente criado à volta do evento e tudo o que se vive neste curto espaço de tempo são os aspectos que lhe despertam mais atenção.
 
Também pela segunda vez vai Tiago Cunha. Com 24 anos e natural de Vila Nova de Gaia, este amante da música electrónica ficou de tal maneira 'maravilhado', que não teve dúvidas quanto ao seu regresso à 'terra do amanhã'. Parte com expectativas elevadas relativamente ao 'Mainstage' deste ano e admite que gostaria de levar consigo os seus amigos mais próximos.
 
 
DE OLHOS POSTOS NO PALCO
 
A oferta é variada e adapta-se facilmente a todos os gostos. Perguntámos aos nossos seis convidados, quais os principais artistas que vão querer ver ao vivo no Tomorrowland, e a opinião surge unânime em alguns nomes da electrónica mundial, como é o caso de Carl Cox, Dimitri Vegas & Like Mike, Hardwell, Tiësto, Nicky Romero, Headhunterz e Armin van Buuren.
 
Além de Pete Tong, Jeff Milles - entre muitos outros - Olga também não quer perder a atuação de Sebastian Ingrosso. Já Gustavo promete ficar na linha da frente, durante as atuações de alguns dos seus artistas favoritos como é o caso de Pryda, Arty, Axwell e Zedd. Tiago Castro nomeia Carl Cox, Headhunterz, Hardwell e Fedde Le Grand como os seus ídolos. Pedro, considera que a pergunta tem uma resposta complicada e ainda não sabe quem vai ver ao vivo, é um caso que irá decidir no momento, principalmente porque alguns artistas atuam à mesma hora em palcos opostos do recinto. "Provavelmente vou ter de optar" refere mencionando Headhunterz, NERVO, Dave Till, Frontliner, Wildstylez, Isaac, Kai Tracid, Coone , Brennan Heart e Yves V como os seus favoritos.
 
Armin van Buuren aparece na primeira posição da ordem de preferências de Nuno - e em seguida outros nomes que crescem de ano para ano como Nicky Romero, W&W até mesmo Krewella. Este festivaleiro se conseguir, pretende ainda passar por todos os palcos, "para aproveitar tudo". Tiago Cunha este ano não tem dúvidas e na sua agenda tem Afrojack, Avicii, Sander Van Doorn, R3hab, Otto Knows entre outros.
 
 
NA MALA, O SÍMBOLO DA NAÇÃO
 
De um modo geral, as malas dos nossos seis convidados, vão carregadas apenas com o essencial. Roupa confortável e produtos de higiene são a preocupação principal, mas obviamente que há espaço para 'extras'. Olga diz-nos que vai levar uma segunda mala cheia de "boa disposição e uma vontade gigante de diversão." O Gustavo é adepto das novas tecnologias e transportará consigo a sua camara GoPro, para captar grandes momentos que jamais irá esquecer. Tiago Castro em tom de brincadeira refere que levará tenda, mas que nem a irá usar. Já o bragantino Pedro opta por levar um sofá insuflável, a mascote 'Jurema', tampões para os ouvidos comprados o ano passado no festival, e uma mão cheia pilhas que facilmente são carregadas com a energia que existe no Tomorrowland. Nuno levará o menos possível na mala e o Tiago Cunha que já é repetente na viagem, não tem dúvidas naquilo que vai levar e até já conhece 'os cantos à casa'.
 
Mas o bom português que se preze, sempre que sai da fronteira, carrega consigo o símbolo máximo da nação e os nossos convidados não são excepção. Todos eles vão transportar com muita estima - e sempre direita - até à Bélgica, a Bandeira Nacional.
 
 
A CRISE TAMBÉM 'PESA' NA CARTEIRA
 
Em tempos de crise, Olga admite que foi difícil criar condições para ir ao evento mas que "com grandes amigos tudo é possível". Para Gustavo a compra não se revelou difícil, salientando que apareceu no momento certo: "Foi numa altura em que tinha bastante trabalho." Tiago Castro refere que "é sempre um custo elevado", mas por outro lado salienta que com "espírito de poupança e cinto apertado tudo se consegue, se se quiser muito."
 
No ano passado, Pedro optou pelo travel pack de avião e, de um modo geral, ficou mais caro do que aquilo que pagou este ano. Apesar de ter economizado alguns euros, o repetente no Tomorrowland considera ter sido difícil criar condições para voltar a Boom, visto que a crise não lhe passou ao lado. Pedro conta-nos que o seu plano de poupança começou logo a 1 de agosto de 2012: "Quando voltei do Tomorrowland e decidi que lá queria voltar, comecei a juntar um euro por dia, e fui desafiando várias pessoas a fazer o mesmo." O habitante da cidade dos Arcebispos salienta que "apesar do dinheiro que juntava todos os dias não chegar para a totalidade do bilhete, serviu para tornar a situação mais fácil." Pedro acrescenta que "independentemente da crise, se temos algo como objetivo, conseguimos realizá-lo, basta poupar noutros tipos de gastos diários que são dispensáveis." Para este jovem de 31 anos tudo não passa de prioridades: "Trocar as férias lá fora ou no Algarve por uma ida ao Tomorrowland, são prioridades, cada um tem as suas, mas depois não se pode queixar."
 
Nuno considera que hoje em dia "é sempre difícil fazerem-se apostas destas" e que também teve de recorrer a um plano de poupança: "Foi um ano inteiro a poupar para que pudesse conseguir estes dias." À semelhança do Gustavo, também Tiago Cunha revela que não foi difícil arranjar condições que o permitissem ir ao evento. No entanto, o jovem de Vila Nova de Gaia admite ter muitos amigos que estão desempregados e que não têm possibilidade de realizar o sonho de ir ao Festival.
 
Publicado em Tomorrowland
Os trágicos acontecimentos que ocorreram no passado dia 22 de março na Bélgica, motivaram vários rumores a respeito do festival Tomorrowland, evento realizado naquele país há 11 anos e visitado por mais de 400 mil pessoas.
 
A manhã daquela terça-feira que parecia ser igual a tantas outras foi fatídica para 34 pessoas, após o atentado terrorista no metro de Bruxelas e no aeroporto de Zaventem, local onde todos os anos em julho aterram inúmeros festivaleiros oriundos dos quatro cantos do mundo.
 
Ainda que o país já tenha regressado à normalidade, a ameaça e risco de segurança está no nível máximo. A Europa teme novos atentados e as entidades governamentais discutem e avaliam novas medidas de segurança.
 
Da parte da organização do evento belga, nenhum comunicado foi emitido, mas pela Internet circulam rumores e dúvidas quanto à realização e segurança do mesmo ou não fossem os 30 quilómetros que separam Bruxelas e Boom, cidade que acolhe o Festival. “Estamos seguros no Tomorrowland?” fomos atrás da pergunta e quisemos uma resposta de quem de direito.
 

Organização e autoridades garantem a maior segurança possível

 
A organização do evento “está ciente de tudo o que se está a passar pelo mundo e como tal estamos em constante comunicação com todas as instituições governamentais na Bélgica e pelo mundo inteiro” afirma Debby Wilmsen, representante do festival, em exclusivo ao Portal 100% DJ.
 
Questionada sobre as medidas de segurança do evento, Debby revela que “por vários anos seguidos a nossa maior preocupação e foco é a segurança dos visitantes. Baseados em diferentes fontes de informação, tomaremos decisões em conjunto com as autoridades locais de forma a garantir a maior segurança possível” do evento de música eletrónica.
 
“Se necessário, comunicaremos estas ações antecipadamente ou com o devido tempo necessário” conclui a representante do Tomorrowland, sendo clara a intenção de não cancelar o mesmo.
 

Festivaleiros portugueses não desistem do sonho

 
Além da representante do festival, o Portal 100% DJ esteve também à conversa com Laetitia Esteves, fundadora da “Tomorrowland Crew Portugal” e festivaleira assídua do evento, sobre a possibilidade do festival vir a ser cancelado e as suas condições de segurança.
 
 
“Vou ao Tomorrowland pelo quarto ano consecutivo e nunca me senti insegura. Bem pelo contrário”, afirmou em exclusivo ao Portal 100% DJ. A festivaleira garante que no aeroporto onde aconteceu a tragédia “há sempre imensos polícias com cães e controlam as bagagens” e este ano acredita “num reforço da segurança por parte das entidades belgas, principalmente durante o festival” declarou.
 
Depois de conversar com alguns dos seus colegas de viagem, Laetitia garante que “ninguém pensa sequer na possibilidade de não ir” e que é “impensável” desistir, pois “é muito difícil conseguir o bilhete e o esforço a nível financeiro” é elevado.
 
Relativamente à segurança do evento, a responsável do grupo garante que o evento “é especial por diversos fatores e um deles é nunca haver qualquer tipo de desacatos, apesar do elevado número de pessoas ali concentradas. Penso que a organização quer continuar com esse ambiente mágico e, para isso, terá mesmo de reforçar a segurança”. Assim se espera.

 

{youtube}HuAxVfZasUk{/youtube}

 

Publicado em Tomorrowland
Considerado pela crítica especializada como o melhor festival do mundo, o Tomorrowland realiza-se desde 2005 na cidade de Boom, na Bélgica, a 30 quilómetros da capital. É organizado pela ID&T Entertainment e tem vindo a ganhar cada vez mais destaque um pouco por todo o planeta, tendo já originado várias versões em países como os Estados Unidos da América e recentemente no Brasil.
 
Performances únicas, fontes de água, CO2 e bastante pirotecnia são alguns dos efeitos especiais utilizados, o que tornam o Tomorrowland num espetáculo único. Desde a sua primeira edição que o slogan oficial é “Yesterday is History, Today is a Gift, Tomorrow is Mystery”.
 
O objetivo principal da ID&T, cujos fundadores são os irmãos belgas Manu e Michiel Beers, era construir o Disney World da música eletrónica. A primeira edição, realizada no dia 14 de agosto de 2005, contou com a participação de 10 mil pessoas e atuações de artistas como Armin van Buuren, Sven Väth e Ferry Corsten.
 
Dois anos depois, o Tomorrowland alcançou um público de 20 mil pessoas e só em 2008 é que a organização decidiu aumentar o festival para dois dias de duração, a 26 e 27 de julho, com a participação de mais de 35 mil pessoas.
 
A partir do ano de 2009, o festival começou a ganhar outras proporções. Cerca de 90 mil pessoas marcaram presença no Tomorrowland, que pela primeira vez apresentou um Main Stage de maior dimensão e contou com a atuação de 200 DJs.
 
 
Em 2010, o festival superou a marca dos 130 mil participantes e a organização decidiu acrescentar mais um dia na edição do ano seguinte. O Main Stage do ano de 2011 teve como cenário uma árvore gigante, uma homenagem à cidade de Boom, cujo nome significa ‘árvore’ em belga. Avicii, Tiësto e Paul van Dyk foram recebidos de braços abertos por mais de 180 mil pessoas.
 
Com a evolução da internet, o Tomorrowland começou a ganhar cada vez mais seguidores, principalmente através dos famosos aftermovies, que alimentam os sonhos dos amantes da música eletrónica. Em 2012, o festival contou com mais de 400 DJs e mais de 185 mil pessoas de 75 países diferentes. Com o tema “The Book Of Wisdom” e com atuações de Afrojack, Above & Beyond, Carl Cox, Sander van Doorn, Swedish Housa Mafia, Fatboy Slim, Hardwell, Nicky Romero, Laidback Luke, Steve Aoki e muitos outros, o festival alcançou uma vez mais o sucesso absoluto.
 
Cerca de 96 nacionalidades diferentes de festivaleiros estiveram presentes no Tomorrowland de 2013, para onde foram vendidos 190 mil entradas. Uma parte dos bilhetes esgotou em 35 minutos e o restante em apenas 37 segundos. Todos os amantes da música eletrónica queriam fazer parte do festival belga.
 

Foram vendidos 400 mil bilhetes, que esgotaram em cinco minutos.

 
Para comemorar a 10ª edição do Tomorrowland, em 2014, o festival realizou-se em dois fins-de-semana no mês de julho. Foram vendidos 400 mil bilhetes, que esgotaram em cinco minutos, cujo tema era “The Key to Hapiness”. Neste ano, foi também lançado um livro sobre o festival, um documentário produzido pela MTV e ainda foi divulgada a nova localização do Tomorrowland por David Guetta: o Brasil.
 
CURIOSIDADES
 
  • Para quem quer viajar em direção à Bélgica, existem meios de transporte aéreos especiais para o efeito. As hospedeiras vestem-se de acordo com a ocasião e até há DJs a atuar durante a viagem para os festivaleiros se sentirem logo no clima de festa.
 
  • Se algum festivaleiro danificar um objeto de decoração do Tomorrowland, é expulso do recinto no mesmo minuto. Esta é uma das regras mais curiosas que se pode encontrar no regulamento do Festival.
 
  • Tal como em Las Vegas, no recinto do Tomorrowland existe uma “capela do amor”. Nesse local, os casais são recebidos por duas pessoas caraterizadas de freiras, que oferecem preservativos. Esse espaço tem uma cama para os casais fazerem o que quiserem durante um determinado período de tempo.
 
  • A famosa Dreamville, o campismo onde descansam os festivaleiros do Tomorrowland, não existiu durante os primeiros quatro anos.
 
  • David Guetta é o único artista que deu música aos festivaleiros do Tomorrowland em todas as edições até ao momento.
  •  
  • O primeiro ministro da Bélgica, Elio Di Rupo, marcou presença na edição do ano passado. Di Rupo conviveu com os festivaleiros e ainda tirou algumas selfies.
 
  • Na edição de 2012, os avós de Dimitri Vegas & Like Mike foram assistir à atuação dos netos no Main Stage logo na primeira fila.
 
  • Como em qualquer festival, o uso e tráfico de drogas é proibido. Antes de entrarem, os festivaleiros podem colocar as substâncias numa caixa especial, sem qualquer consequência.
 
  • O Youtube comemorou 10 anos em 2015 e para celebrar a data divulgou o Top 10 dos vídeos mais vistos em cada país. Em Portugal, o aftermovie do Tomorrowland de 2012 ficou colocado em oitavo lugar.
 
  • De forma a abranger vários gostos musicais, por todo o recinto estão espalhados 16 palcos diferentes.
 
  • Numa parceria entre o Tomorrowland e a Organização das Nações Unidas, foi colocado um novo painel na famosa One World Bridge, direcionada para o “People of Tomorrow”. Nessa mensagem pode-se ler: “Vamos trabalhar todos juntos para proporcionar dignidade a todos”. A ponte de madeira tem 600 metros e contem 210 mil mensagens de pessoas de todo o mundo.
 
  • As pulseiras de acesso ao Tomorrowland permitem que os festivaleiros adicionem novos amigos imediatamente no Facebook, com o aproximar de uma bracelete com outra.
 
  • Até ao momento Du'art e Huma-noyd foram os únicos DJs portugueses que atuaram no Tomorrowland, em palcos alternativos. 
 
Confere abaixo a evolução do palco Main Stage do Tomorrowland:
 

 
Publicado em Tomorrowland
Deixou a carreira de professor de educação física e moral para se dedicar de corpo e alma ao djing e à produção musical. Quando se fala de Yves V, é inevitável referir o festival Tomorrowland, uma vez que o artista belga é considerado o DJ residente. Graças ao impacto das suas atuações transmitidas para todo o planeta, hoje em dia cumpre um dos seus maiores sonhos: viajar por todo o mundo acompanhado da sua música e dos seus fãs. O Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com o produtor belga, sobre temas como a sua carreira atual, o nosso país e, claro, o festival que é a sua segunda casa.
 
 
És o DJ residente do Tomorrowland. Como te sentes ao fazer parte do maior festival do mundo?
É ótimo. Todas as pessoas me perguntam isso. Eu estou lá quase desde o início por isso eu vi toda a evolução. Agora tenho o meu próprio palco e atuei também no Main Stage, na edição do Brasil e dos Estados Unidos da América. Estou muito feliz por continuar lá e posso chamar-me de ‘DJ residente’ daquele festival, porque às vezes as pessoas não sabem onde é a Bélgica, a minha terra natal, mas sabem onde é o Tomorrowland.
 
Qual é a tua opinião sobre a expansão do Tomorrowland para outros países como o Brasil ou os Estados Unidos da América?
É muito bom, penso eu. Especialmente o Brasil, na minha opinião, é um grande mercado para mim. O público brasileiro e o Tomorrowland são uma combinação muito boa. A primeira edição ficou esgotada em duas horas e a edição americana também vendeu bem. Acho bem que não o façam em todos os países, mas sim em todos os continentes. É positivo expandir a marca.
 
Já atuaste várias vezes no nosso país. O que tens a dizer sobre Portugal e o nosso público?
Fantástico! Amo o clima, porque é muito diferente da Bélgica e o público tem sempre muita energia. Todos estão felizes e sabem as músicas, é uma das coisas que se consegue ver. A última vez que cá estive, havia pessoas no público com uma bandeira com o nome de uma faixa minha que ainda não tinha sido lançada, foi muito bom. 
 
Conheces algum DJ português?
Sim, o Kura. Que outros DJs portugueses me aconselham?
 
E para quando uma colaboração com um DJ português?
Atualmente estou a planear com o Kura para fazermos alguma coisa. Até agora não tenho nenhuma produção com um artista português mas nunca se sabe o que o futuro possa trazer.
 

(…) o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.

 
Qual é a tua colaboração de sonho?
É difícil dizer um só nome, mas se pudesse escolher seria alguém fora da música de dança. Alguém de uma banda de rock, de música clássica, ou um cantor. Algo totalmente diferente e que as pessoas não estejam à espera.
 
Como por exemplo?
Há muitos bons cantores, como por exemplo a Birdy. Ela tem uma voz muito boa que desperta muitas emoções. Iria ser uma excelente combinação. Mas há muitos outros bons nomes que seriam uma boa hipótese. 
 
Qual foi o melhor momento da tua carreira?
É óbvio que tenho de referir novamente o Tomorrowland. O mundo inteiro está a ver o Main Stage e aquilo que tu estás a reproduzir naquele momento. Cada vez que atuo lá, consigo ver as reações nas redes sociais. O Tomorrowland é sempre um momento alto na minha carreira.
 
Na tua opinião, quem merece a primeira posição do Top 100 DJs da DJ Mag?
É uma pergunta muito difícil. Mas acho que a resposta é Dimitri Vegas & Like Mike. São os meus irmãos da Bélgica. Na minha opinião é muito difícil dizer quem possa ser o melhor DJ do mundo, porque existem muitos bons artistas.
 
Que novidades podes desvendar acerca do futuro da tua carreira?
Tenho muitas novas produções a chegar. Espero que tudo corra bem. Vou estar em digressão e esse é o meu maior objetivo: viajar pelo mundo e partilhar a minha música.
 
Que mensagem gostarias de deixar aos seguidores e leitores do Portal 100% DJ?
Quero agradecer a todos que têm ido às minhas atuações e se nunca o fizeram, espero conhecê-los em breve num dos meus próximos shows. Continuem a apoiar a música eletrónica!
 
 
Segue Yves V nas redes sociais
     
 
Publicado em Entrevistas
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.