Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Semanal
Salzburgo sucede em 2020 a Bombaim como cidade anfitriã da Final Mundial do Red Bull BC One, a mais importante competição internacional de Breaking. O encontro está marcado para este sábado 28 de novembro, tendo como cenário o edifício icónico do Hangar 7, situado em pleno aeroporto de Salzburgo, na Áustria.

A modalidade que é hoje conhecida por breaking não tem parado de crescer nos últimos anos e é já vista como uma forte candidata ao programa dos Jogos Olímpicos. Realizado deste 2004, o Red Bull BC One tem sido um evento agregador, levando os melhores desta vertente da dança a destinos marcantes como Nova Iorque, Rio de Janeiro, Moscovo, Tóquio e Berlim. Ao longo dos últimos 17 anos, passaram também por este palco referências portuguesas como os b-boys Bruce Almighty e Lagaet e a b-girl Vanessa. 

A Final Mundial do Red Bull BC One reúne os oito melhores B-Boys e as oito melhores B-Girls para uma competição "mano-a-mano", que resultará na atribuição dos respetivos títulos. Tal como tem sido habitual, os fãs do breaking podem acompanhar toda a ação à distância, a partir das 19 horas de sábado na Red Bull TV e nos canais da competição no Facebook e YouTube. No ano passado, foram mais de sete milhões que assistiram em todo o mundo à coroação do B-Boy Menno e a B-Girl Kastet.
 
Publicado em Eventos
A Red Bull BC One Cypher Portugal 2012 está pronta para arrancar. São 16 os Bboys convocados para esta verdadeira porta de entrada na arena da batalha mais conceituada do planeta, a Red Bull BC One: AIAM (Gaiolin Roots), BRUCE ALMIGHTY (Momentum Crew), DEEOGO (Momentum Crew), FATBASTARD (In Motion), FOUND KID (Zoo Gang), FUMAÇA (Zoo Gang), GOKU  (Spartans), HELLBOY  (12 Makakos), JUREMA (Zoo Gang), LIL HILL (Gaiolin Roots), QUIZ (Tuga Breakers) , SAK (Zoo Gang), SLIM  (Natural Skills), SPEEDY  (In Motion), XIKANO (12 Makakos) e ZEKA (12 Makakos).
 
No centro do círculo, os 16 bboys seleccionados vão procurar conquistar com os seus skills, com o carisma, com os movimentos e com o flow que os distingue um lugar na qualificativa holandesa que poderá garantir um passaporte para a final 2012 da Red Bull BC One que se disputa no Rio de Janeiro em novembro depois de ter passado em 2011 por Moscovo. Vão realizar-se cyphers em mais de 50 países, por todo o mundo, e a Red Bull BC One Cypher Portugal terá lugar na noite de 27 de abril na Exponor no Porto, um evento que decorre durante a feira NewComers Week.
 
A Red Bull BC One Cypher Portugal promete ainda uma after party no Hard Club (Mercado Ferreira Borges, Porto) após as 24H00 para onde estão programados os Breakdown DJs, DJ Spot e o próprio DJ Skeme Richards. Freestyle deverá igualmente fazer aquilo que qualquer MC faz quando existe um microfone por perto e apresentar alguma das suas lendárias rimas, incluindo material dos Arsonists. A festa será dos bboys, mas também de todos os que quiserem estar presentes uma vez que também aqui a entrada será gratuita.

Mais informações em: www.redbull.pt/bconecypher
 
Publicado em Eventos
Os títulos nacionais do Red Bull BC One foram disputados no passado sábado, 30 de abril, no emblemático Hard Club da cidade invicta.

Nos diferentes momentos, a qualidade, criatividade e dinâmica dos atletas foi avaliada por um júri internacional de três elementos com créditos firmados na modalidade: os B-Boys XXL e Neguin e a B-Girl Dora. Max foi o anfitrião de serviço, enquanto o som foi conduzido pelo DJ Godzi.

A primeira a celebrar foi a B-Girl Vanessa que revalidou o título depois de uma intensa batalha de três rounds frente à B-Girl Nastya. Aos 30 anos, a atleta de Leiria volta a receber a enorme responsabilidade de representar as cores lusas na final mundial agendada para novembro em Nova Iorque.

No setor masculino foi o B-Boy Deeogo que cantou vitória, depois de reunir o consenso do júri frente ao B-Boy Found Kid. “Sendo eu do Porto, este foi naturalmente um momento especial. É a concretização de um sonho para o qual estava capacitado há muito e agora quero continuar esta caminhada de sucesso em Nova Iorque”, resumiu o atleta de 30 anos, onde 20 dos quais foram dedicados à prática do breaking.

O Red Bull BC One tem sido nos últimos 20 anos o grande palco do breaking, uma das várias formas de expressão das danças urbanas, movimento cultural iniciado nos anos 80 do século passado nas ruas de Nova Iorque e que rapidamente se expandiu por todo o mundo. A maior e mais prestigiada competição mundial de breaking 1v1 tem envolvido ao longo dos anos as referências da cena nacional, com os b-boys Bruce Almighty e Lagaet e a b-girl Vanessa a levarem bem longe as cores de Portugal.
Publicado em Eventos
A cidade invicta volta a ser eleita a Capital do breaking, ao receber no dia 30 de abril a Final Nacional do Red Bull BC One. Desta vez o palco escolhido foi o Hard Club, em plena Ribeira, um espaço onde os melhores B-Boys e B-Girls vão competir já com público a assistir. O objetivo é apurar os representantes de Portugal para a Final Mundial que se vai realizar em Nova Iorque.

A primeira fase da competição, a 29 de abril, será uma qualificação que acontece também na cidade do Porto e que tem como objetivo envolver os melhores talentos, fazendo uma triagem até estar encontrado o Top de 16 B-Boys (10 selecionados + 6 wildcards) e de 4 B-Girls (3 selecionadas + 1 wildcard). Só estes avançam para a Final Nacional do dia seguinte. 

Nos diferentes momentos, a qualidade, criatividade e dinâmica dos atletas é avaliada por um júri de três elementos com créditos firmados na modalidade. Max será o anfitrião, enquanto a música fica a cargo do DJ Godzi.

Do Porto vão sair os representantes nacionais para a final mundial do Red Bull BC One que irá decorrer na cidade de Nova Iorque, a 12 de novembro. 

É o regresso da competição ao berço do Hip Hop, depois de no ano passado ter visitado a Polónia. O título vai ser disputado por um Top 16 masculino e um Top 16 feminino, de 30 países.

O Red Bull BC One tem sido nos últimos 20 anos o grande palco internacional de uma modalidade que está em crescendo. A maior e mais prestigiada competição mundial de breaking 1v1 tem envolvido ao longo dos anos as referências da cena nacional, com os b-boys Bruce Almighty e Lagaet e a b-girl Vanessa a levarem bem longe as cores de Portugal.

No ano passado, os cobiçados troféus da edição nacional do Red Bull BC One foram erguidos pelo B-Boy XXL e pela B-Girl Vanessa. Já os títulos mundiais foram para a B-Girl Logistx (EUA) e para o B-Boy Amir (Cazaquistão).
Publicado em Eventos
A cidade polaca de Gdansk recebe nos dias 5 e 6 de novembro a final mundial do Red Bull BC One e o top 16 mundial masculino e feminino. Será a décima oitava edição da competição que já percorreu os cinco continentes, de Tóquio a Nova Iorque, passando pelo Rio de Janeiro e Paris.
 
Este regresso acontece depois dos condicionalismos ditados pela pandemia em 2020, com todas as qualificações canceladas e uma final mundial realizada em Salzburgo com atletas convidados. Para este ano estão previstas 60 qualificações em 30 países à volta do mundo que prometem revelar ou confirmar os talentos emergentes do Breaking.
 
Uma das novidades da final mundial de 2021 do Red Bull BC One é o alargamento do programa da competição para dois dias, o que permite assegurar no alinhamento do evento da Final Mundial um top 16 feminino.
 
Durante as duas últimas décadas, o Red Bull BC One tem sido o grande palco internacional de uma modalidade claramente em expansão. O Breaking, uma das várias formas de expressão das danças urbanas, movimento cultural iniciado nos anos 80 do século passado nas ruas de Nova Iorque e que rapidamente se expandiu por todo o mundo.
 
A maior e mais prestigiada competição mundial de Breaking 1v1 tem envolvido ao longo dos anos as referências da cena nacional, com os B-Boys Bruce Almighty e Lagaet e a B-Girl Vanessa a levarem bem longe as cores de Portugal. Na final mundial de 2020, o título masculino foi para o B-Boy Shigekix (Japão) - o mais novo de sempre a vencer a competição - enquanto que nas mulheres a B-Girl Kastet (Rússia) conseguiu a revalidação do título conquistado em 2019 na Índia.
 
Em jeito de celebração dos seus 20 anos com o Breaking, o Red Bull BC One lançou, em 2021, a campanha "Breaking Since 2001".
 
Publicado em Eventos
sábado, 25 junho 2011 16:32

Red Bull Bc One está de volta

A arena da Red Bull BC One está de volta em 2011 para colocar os 16 melhores B-Boys do Mundo num palco onde se encontrará mais um campeão.
 
Depois de Nova Iorque e Tóquio em 2009 e 2010, este é o ano em que a Red Bull BC One será apresentada em São Petersburgo, na Rússia. Mas até assegurar um lugar na final de 26 de Novembro, todos os b-boys terão ainda um longo caminho para percorrer.
Pela primeira vez desde que a Red Bull BC One foi criada em 2004, com um primeiro evento na Suíça que antecipou edições na Alemanha, Brasil, África do Sul, França, Estados Unidos e Japão, em 2011 o restrito círculo abre-se a novos e até agora desconhecidos talentos. Até aqui, os 16 guerreiros que lutavam pelo cinturão de campeão eram seleccionados por um painel de especialistas: escolhia-se skill, mas também reputação, atitude, força, coragem. O resultado foi sempre a nomeação de um círculo restrito de 16 reconhecidos b-boys, a nata da comunidade internacional de breakdance.

Desta vez o mecanismo promete ser diferente: há Neguin, claro, o campeão brasileiro sagrado o ano passado em Tóquio – e a quem é dada a possibilidade de defender o título em São Petersburgo; depois há 10 nomes escolhidos entre os mais destacados representantes da  comunidade internacional de b-boys. Os cinco lugares restantes serão apurados em cinco Qualifiers que terão lugar em Salvador da Baía, no Brasil, Chicago, nos Estados Unidos, Istambul, na Turquia, Taipei, em Taiwan, e Barcelona, Espanha.

Red Bull BC One  - Qualificação Barcelona
Estas qualificações são já o culminar de várias cyphers um percurso para muitos b-boys até aqui desconhecidos que foram participando em desafios de crescente dificuldade em cyphers organizadas em 27 países espalhados por todo o globo.
Até Barcelona viajarão os portugueses Lagaet e Bruce da Momentum Crew, dois prodígios do b-boying nacional, dois exemplos extremos de garra, skill, atitude e respeito pela cultura que os viu nascer e que procurarão levar a bandeira das quinas até à cidade dos czars. Um novo reinado poderá começar em São Petersburgo. Mas para isso haverá que superar a dura prova de qualificação em Barcelona.

O incrível anfiteatro ao ar livre o Teatre Grec é o palco escolhido para acolher a qualificação de Barcelona que irá eleger um dos cinco lugares ainda disponíveis para a final da Red Bull BC One em Novembro próximo. Aí, no próximo dia 3 de Julho, Lagaet e Bruce terão que defrontar talento ibérico, mas não só. Ao todo vão ser representantes de 9 países Europeus que em Barcelona procurarão um lugar na final. Só um o conseguirá.

O B-boying é parte integrante da cultura Hip Hop. Nasceu no Bronx nos anos 70 e afirmou-se como um dos quatro pilares dessa cultura ao lado do DJ, do MC e do Writer de graffiti. Os movimentos fluidos dos b-boys são desafiadores da gravidade, são beleza pura em movimento, uma forma de afirmação e de expressão que nasceu nas ruas mas conquistou respeito em todo o mundo.
 
No próximo dia 3 de Julho, para um dos 16 b-boys a concurso, o sonho de São Petersburgo ficará mais perto. Porque na Red Bull BC One só há mesmo lugar para os melhores guerreiros.

Mais info em www.redbullbcone.com.
 
Publicado em Eventos
sexta, 05 dezembro 2014 22:23

Menno é o novo vencedor da Red Bull Bc One

O B-Boy holandês Menno é o novo campeão mundial da Red Bull BC One, um dos maiores campeonatos de breakdance em formato knockout, que teve lugar em Paris no passado sábado.
 
Esta foi a quarta vez que Menno chegou à final mundial, mas apenas este ano conseguiu levar para casa o troféu de campeão mundial, com um 3-0 na última batalha da noite. "Sinto-me muito feliz que os júris entenderam o meu estilo e o que eu estava a tentar fazer. Eu sei que eles respeitam o meu estilo e eles entendem de onde eu venho.", salientou Menno após a vitória.
 
A mesa de jurís do campeonato de dança era composta por The End (Coreia do Sul), Ken Swift (EUA), Yaman (França), Yan (Rússia) e Luigi (EUA) que votaram com base nos seguintes critérios: interpretação criativa dam úsica, coreografia e skills técnicas e físicas.
 
O evento decorreu no Grande Halle de La Villette, em Paris, com lotação esgotada e foi transmitido em direto na televisão e online. No próximo ano, a final mundial irá decorrer em Itália.
 
Publicado em Eventos
Esta noite sagrou mais um campeão no círculo da Red Bull BC One montado em pleno centro de Tóquio, Japão, no estádio Yoyogi: o seu nome é Neguin e veio do Brasil para se sobrepor aos restantes 15 b-boys que procuravam conquistar o título de “The One”.

Neguin, um fantástico «power mover» pleno da mesma ginga que há décadas gera magia dos estádios de futebol ao sambódromo, não era o único no Yoyogi a falar português – Márcio, que foi defender cores francesas, tem ascendência portuguesa. Márcio foi, aliás, um dos b-boys que Neguin derrotou no caminho para a final em que defrontou o «Holandês Voador» Just Do It.
Para os juízes, entre os quais se contavam o duplamente campeão Lilou e a lenda viva Ken Swift, da mítica Rock Steady Crew, Neguin demonstrou ter todas as capacidades que distinguem um verdadeiro campeão. É ele o justo vencedor da Red Bull BC One de 2010.

O maior evento do calendário dos b-boys de todo o mundo teve este ano lugar em Tóquio depois de ter já passado por Biel, Berlim, São Paulo, Cidade do Cabo, Paris e Nova Iorque. E Tóquio, claro, demonstrou estar à altura: é, afinal de contas, uma cidade com ligações profundas à cultura Hip Hop onde se respira música e originalidade em cada centímetro quadrado. Não podia haver melhor palco para tamanha batalha.

Entre os convocados para a Red Bull BC One encontravam-se verdadeiros monumentos vivos do hip hop: Charlie Ahearn, realizador de «Wild Style», o primeiro filme de sempre sobre a cultura que nasceu no Bronx, ou Big Daddy Kane, lendário rapper que é sinónimo de Nova Iorque, ajudaram a entusiasmar a multidão de mais de três mil aficcionados da arte do b-boying que aplaudiram entusiasmadamente cada movimento radical, que gritaram e saltaram das suas cadeiras sempre que a magia inundava o palco circular.

Mas como é claro, foram as batalhas que concentraram as atenções e os aplausos. «Os fãs japoneses foram inspiradores», declarou Neguin, que num emotivo momento final ergueu o troféu conquistado com suor, estilo, músculo e alma e afirmou «Somos todos vencedores! Dançamos para a vida». Ken Swift, a lenda que rockou passeios em Nova Iorque e estabeleceu regras neste universo de movimentos, declarou sobre o campeão: «O Neguin é um entertainer espantoso e muito consistente.»
Está encontrado «The One», um b-boy que afirma que é capaz de dançar tudo o que vê: «se eu vejo um pássaro voar sou capaz de dançar isso». A verdade é que esta noite Neguin voou até ao ponto mais alto do universo dos b-boys. É ele «The One».
Publicado em Eventos
A cidade de Nápoles vai tremer este sábado dia 14 de setembro, e todo o mundo vai poder testemunhar. Pela primeira vez na história da batalha de breakdance mais conceituada do mundo, a Itália será palco de uma etapa final: a Red Bull BC One da Europa Ocidental. Após século e meio a albergar espetáculos arrepiantes, o lendário Teatro Bellini prepara-se para receber uma intensa demonstração de skills pelos melhores B-boys do subsolo urbano europeu. 
 
Todo este espetáculo será emitido em direto pelo website redbullbcone.com - e por cá, todos os olhos estarão postos no B-boy que representa Portugal, o inimitável Lagaet. O guerreiro do Porto, membro da Momentum crew, que só em 2013 já acumulou já quatro prémios internacionais. Estará entre os melhores 16 da B-boys da Europa Ocidental a lutar pelo único lugar disponível na final mundial em Seul, na Coreia do Sul.
 
O respeitável painel de júris contará com o Red Bull BC One All Stars italiano Cico, e ainda El Nino e Venum (EUA), tudo enquanto o carismático DJ Renegade mistura a sua seleção killer de breaks para a noite. Quanto aos gladiadores urbanos: representam a Itália B-boy Froz e o Wild Card B-boy Alex , aos quais se juntam os Bboys Chey (Espanha), Niek, Menno e Skychief (Holanda), Valo (Áustria), Yu- Seng (Suíça), Focus (Escandinávia), Chakal, Franklyn e Tim (França) e o mestre dos power moves, o B-boy Lagaet.
 
E como a agenda de Lagaet não deixa de surpreender, o magnético B-boy participa este mês também no espectáculo Red Bull apresenta Back At The Radiotron, um projeto inovador de dança em prol da sustentabilidade e da inserção social, encabeçado pela artista plástica Catarina Campino e o bailarino e coreógrafo Vasco Alves que estreia na abertura do ciclo anual Lisbon Week, no próximo dia 21 de setembro.
 
Este sábado, a partir das 22:45 (hora portuguesa) poderás assistir de perto e em direto à final Red Bull BC One da Europa Ocidental - uma batalha decisiva que escolhe qual gladiador segue viagem para a final mundial em novembro na Coreia do Sul, no ano em que se celebra a 10ª edição da Red Bull BC One.
Publicado em Eventos

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.