25-06-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O festival Seaside Sunset Sessions está de regresso à Praia Fluvial da Pampilhosa da Serra entre os dias 17 e 25 de agosto e apresentou na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, os primeiros artistas confirmados.
 
Karetus, Oskar DJ (DJ residente do festival), Hugo Tabaco, DJ É-me (DJ Oficial da Cidade FM) e ainda o projeto I Love Baile Funk foram as primeiras confirmações anunciadas pela organização.
 
A entrada no evento entre os dias 17 a 22 de agosto será gratuita, enquanto que nos dias 23 e 24, os festivaleiros terão de adquirir bilhete. A organização promete anunciar novidades acerca do evento para breve.
 
 
Publicado em Festivais
Ainda agora a edição de 2018 está a terminar e já se pensa na do próximo ano. Em entrevista à Rádio oficial - RFM -, Luís Montez, responsável pela organização, divulgou que o festival estará de regresso no próximo verão para novamente abanar a Zambujeira do Mar. 

Sem avançar possíveis nomes para o cartaz, Luís Montez anunciou que a próxima edição do festival MEO Sudoeste irá decorrer nos dias 7, 8, 9 e 10 de agosto, na Herdade da Casa Branca, em plena Costa Alentejana.
 
Publicado em Festivais

 

Os famosos e polémicos selfie sticks vão ser um dos objetos proibidos de entrar nas próximas edições dos festivais Super Bock Super Rock e NOS Alive, que vão decorrer nos dias 16 a 18 de julho e 9 a 11 de julho, respetivamente.
 
A informação pode ser encontrada nos sites oficiais dos festivais, cuja organização alega que os selfie sticks, ou semelhantes, podem causar perigo e incómodo em espaços lotados com milhares de pessoas.
 
Outros festivais de música a nível internacional também já proibiram a entrada deste objeto usado para telemóveis ou máquinas GoPro, como o Lollapalloza e o Coachella.
 
Publicado em Festivais
O RPMM Festival, o novo grande evento de música eletrónica que vai chegar ao Porto nos dias 28 e 29 de julho, divulgou novos artistas para o cartaz da primeira edição portuguesa.
 
Jackmaster, Matt Tolfrey, Matthias Tanzmann, Margaret Dygas, Barac, D’Julz, Art Department, Death on the Balcony, Kenny Glasgow, Nitin, Robin Ordell, Geddes, Varhat e Alexis Raphael são as mais recentes confirmações para o festival.
 
O cartaz conta ainda com nomes portugueses como Rui Vargas, Photonz, Violet, Switchdance, Cleeymore, Pixel 82, Gusta-vo, Heartbreakers, Sum M e Vasco Valente.
 
O local central do evento será na Alfândega do Porto, mas toda a cidade do norte de Portugal vai receber as melhores sonoridades da música eletrónica nacional e internacional.
 
Os passes para os dois dias já se encontram disponíveis e limitados a um preço de 55 euros no site oficial do festival.
 
Publicado em Festivais
quarta, 30 janeiro 2019 21:40

Lisb-On anuncia as primeiras confirmações

O festival Lisb-On Jardim Sonoro anunciou esta semana os primeiros artistas confirmados para a edição deste ano, que vai decorrer entre os dias 6 e 8 de setembro no Parque Eduardo VII, em Lisboa.
 
André Cascais, Carl Craig, Caroline Lethô, Craig Richards, Donna Leake, Marcel Dettmann, Moodymann, O/B DJs, Octave One (live), Pender Street Steppers e Telma já têm presença confirmada no evento, cuja organização promete novidades no cartaz em breve.
 
Os bilhetes estão disponíveis na Ticketline com um preço de 60 euros.
 
 
Publicado em Festivais
O festival Rock in Rio celebra 15 anos das suas edições em Portugal e pretende assinalar esse aniversário com vários eventos que irão decorrer na cidade de Lisboa, com a presença de DJs nacionais.
 
É já neste mês de abril que começam as comemorações, com arranque das Galp Music Valley Sessions no Capitólio, em Lisboa. Nomes como Diego Miranda, Kura e Van Breda irão marcar presença nos dias 11 e 30 de abril e 28 de maio, respetivamente.
 
“São 15 anos de história em Portugal. Parece que foi ontem que chegámos a Lisboa, com o sonho de implementar o maior evento de música e entretenimento que o país alguma vez havia visto. Os números falam por si – cerca de 200 milhões de euros investidos no país, mais de 73 mil postos de trabalho gerados (entre diretos e indiretos), milhares de artistas que passaram pelos nossos palcos, mais de 2 milhões de pessoas que já visitaram a Cidade do Rock”, revelou Roberta Medina, vice-presidente executiva do festival.
 
O maior evento de música e entretenimento do mundo regressa ao Parque da Bela Vista, em Lisboa, nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho de 2020 com a Galp como novo patrocinador principal e que dá nome ao palco Music Valley. A edição de 2022 está também já confirmada.
 
Na edição deste ano do Rock in Rio Brasil, alguns artistas portugueses estão confirmados no cartaz, como é o caso de Diego Miranda, Kura e Van Breda.
 
Publicado em Rock in Rio
A quarta edição do festival Dancefloor, em Leiria, decorreu no passado fim-de-semana, nos dias 27 e 28 de julho no estádio municipal Dr. Magalhães Pessoa com um cartaz diversificado, mas com destaque para o hardstyle.
 
Nicky Romero, Borgore, Blasterjaxx, NEW_ID e os portugueses KEVU foram alguns dos artistas que subiram ao palco do Dancefloor, que teve o Portal 100% DJ como Media Partner Oficial.
 
O género hardstyle, que tem vindo a aumentar a sua notoriedade e público, foi o ‘rei’ deste evento que promete voltar e crescer no próximo ano, para ser “a meca nacional” deste estilo, mas sem esquecer a chamada ‘EDM’.
 
Além das atuações ao vivo, o festival contou ainda com o evento Be Fit, que transformou o estádio da cidade de Leiria num ginásio gigante ao ar livre, com aulas de Zumba, Body Pump, Body Attack e Cycling.
 
Para os festivaleiros que estiveram a acampar na Praia do Pedrógão, a festa começou mais cedo com um sunset no dia 26 de julho, com atuações de Rob Willoe, Madara e Solberjum.
 
Para inaugurar o palco do Dancefloor no dia 27 de julho, subiram ao palco os artistas Solberjum e Madara, que ficarem encarregues do warm up de dois dias que se adivinhavam épicos.
 

 
Após a atuação de Vendark, João Rosário dos KEVU subiu ao palco com um set enérgico e repleto de drops que puseram o público presente a saltar. No final, ainda houve tempo para apresentar a música oficial do Dancefloor, uma colaboração com Vendark, intitulada “Be Free”.
 

 
Seguiu-se Will Sparks, que já tinha o público bem preparado para a sua atuação. Os efeitos especiais, C02, confetis, lasers, fogo e pirotecnia foram cada vez mais utilizados, levando os festivaleiros à loucura.
 

 
A dupla VINAI subiu posteriormente ao palco do Dancefloor, com um dos membros a vestir uma camisola da Seleção Portuguesa de Futebol, numa demonstração do carinho que os artistas italianos têm pelo público nacional. Os drops de todas as faixas eram acompanhados por saltos dos presentes, bem como as letras que os festivaleiros tinham na ponta da língua.
 

 
E chegou o momento que muitos esperavam: o regresso de Nicky Romero a palcos portugueses. A ansiedade era sentida e notável no público, que recebeu o artista de braços abertos, em euforia. O fogo de artifício fez-se ver no ar e todos puderam dançar e cantar os êxitos do momento e alguns clássicos. Na fila da frente, houve quem usa-se a famosa máscara dos Anonymous ou do V de Vendetta, usada no videoclip de “Toulouse”.
 

 
A noite já era longa e o hardstyle ocupou lugar no palco do Dancefloor, com as atuações de Noisecontrollers e Zatox. As batidas agressivas deste género musical que está a tornar-se popular entre os amantes de música eletrónica contagiaram o público, que reagia a cada faixa que era reproduzida. Muitos eram aqueles que envergaram com muito orgulho as bandeiras referentes ao hardstyle.
 

 
Se o primeiro dia do festival já tinha um bom cartaz, o segundo ainda elevou mais a fasquia. Depois do warm-up feito pelos mesmos artistas do dia anterior, Alecks subiu ao palco antes da atuação de NEW_ID.
 

 
Para quem não conhecia ou nunca tinha assistido a uma performance de NEW_ID, o artista surpreendeu todos os presentes pela positiva. Foi um set pensado, com uma seleção musical feita a rigor, desde os hits da atualidade até aos clássicos. NEW_ID foi dos que mais agradeceu ao público, através de gestos, sorrisos e palavras.
 

 
O dubstep também teve lugar no Dancefloor, com Borgore. Depois da sua atuação no Lick, no Algarve, o DJ israelita encantou os amantes de música eletrónica que estavam no estádio de Leiria, desde os mais novos até aos mais velhos. Bandeiras, cartazes e t-shirts com o seu nome eram muito visíveis na frontline.
 

 
Seguiu-se Tujamo, que continuou a festa que já estava a ficar memorável, mas que não ia ficar por ali. Os efeitos especiais cada vez mais levavam o público à loucura, antes da entrada do convidado especial: Carnage.
 

 
Depois da sua atuação na EDP Beach Party, Carnage ganhou uma grande legião de fãs portugueses que não saíram da frente do palco por nada. A sua atuação foi acompanhada por todos bem de perto, com direito a vários momentos de mosh pit, impressionantes para quem via de cima, desde a zona VIP.
 

 
Os cabeças de cartaz, Blasterjaxx, sobem ao palco apenas com a presença de Thom, mas mais uma vez sem desiludir. O ambiente vivido no relvado do Dancefloor era de invejar, ond era possível sentir uma energia única e uma única paixão: a música eletrónica.
 

 
Por fim, a dupla Audiotricz encerrou a edição deste ano do festival Dancefloor com muita música hardstyle, levando os fãs do estilo à loucura, mais uma vez, depois do aquecimento de Carnage. No final, fizeram questão de descer do palco e trocar algumas palavras com os fãs, além das habituais selfies e autógrafos.
 

 
Durante os dois dias de festival, o estádio de Leiria recebeu cerca de 15 mil amantes de música eletrónica e a organização já está a preparar a edição de 2019, que promete ser ainda melhor.
 
Até para o ano, Dancefloor!
 
Galeria de Fotos:
 
Publicado em Reportagens
O Super Bock Super Rock, o AgitAgueda, o Andanças e o Serralves em Festa são alguns dos 65 festivais portugueses que receberam hoje, 20 de maio, um importante selo de qualidade da plataforma Europa para os Festivais, Festivais para Europa (EFFE).
 
Esta plataforma é coordenada pela European Festivals Association (EFA) e foi lançada em 2014, numa parceria entre a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu, com o objetivo de dar visibilidade internacional a festivais de artes e cultura, de modo a que beneficiem de redes de encontro e promoção a nível global.
 
A primeira iniciativa da EFFE é a atribuição de um selo de qualidade a festivais europeus que preencham três requisitos: compromisso artístico, envolvimento da comunidade e perspetiva internacional. De acordo com a listagem divulgada hoje, em Portugal foram selecionados 65 festivais, enquanto na vizinha Espanha apenas foram 27 os escolhidos. No total, a distinção foi atribuída a 761 festivais de 31 países.
 
Além do selo de qualidade, a plataforma EFFE irá ainda atribuir prémios aos melhores festivais, numa cerimónia que acontecerá no Outono, ainda em data e local a anunciar.
 
Em baixo, poderás conferir a listagem completa dos festivais portugueses distinguidos.
 
  • 180 Creative Camp
  • AgitAgueda
  • Andanças Festival
  • Art&Manhas
  • Atlantic Coast Orchestra International Music Festival
  • Bang Awards International Animation Film Festival
  • Barreiro Rocks
  • Biennial of Art of Cerveira
  • Black & White International Audiovisual Festival
  • Bloom | Portugal Fashion
  • Ciclo de Música Antiga [Early Music Festival] Sons Antigos a Sul
  • Circular Performing Arts Festival
  • Cistermúsica - Festival de Música de Alcobaça
  • Doclisboa - International Film Festival
  • FARCUME - Festival de Curtas-Metragens de Faro
  • Fashion Film Festival
  • FEST - New Directors | New Films Festival
  • Festa do Jazz
  • Festim - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo
  • Festival CUMPLICIDADES
  • Festival das Artes
  • Festival F
  • Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim
  • Festival Internacional de Tunas Universitárias "Cidade do Porto"
  • Festival Maré de Agosto
  • Festival Materiais Diversos
  • Festival Oito20e4
  • Festival Rádio Faneca
  • Festival Urbano de Música e Outras Coisas
  • FestivalTerras Sem Sombra
  • FIG- Festival Internacional De Gigantes
  • Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival
  • FITAS NA RUA (Movies In The Street)
  • FMM Sines - Festival Músicas do Mundo
  • Fora do Lugar - Festival Internacional de Músicas Antigas (International Early Music(s) Festival)
  • GUIDANCE
  • Guimarães Jazz
  • Guimarães Noc Noc
  • HARMOS Festival
  • Imaginarius - International Street Theatre Festival
  • InShadow - International Festival of Video, Performance and Technologies
  • International Folklore Festival of Azores
  • Judaica-Mostra De Cinema E Cultura
  • Lisboa Mistura
  • Lumina Light Festival
  • MAP/P Creative Process Showcase
  • Marionetas na Cidade
  • Milhões de Festa
  • Mostra Internacional de Filmes de Escolas de Cinema//International Schools Film Festival
  • Mostrarte - European Academic Image and Art Festival
  • MOTELx - Lisbon International Horror Film Festival
  • Northern Festival of Dance
  • Oito mãos, monumentos com música dentro
  • OUT.FEST - Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
  • Outono Vivo
  • Science In The Street
  • Semana dos Palhaços - International Clown Festival
  • Semana Internacional de Piano de Obidos
  • Serralves em Festa
  • Super Bock Super Rock
  • Tá Na Rua' - Street Arts Festival
  • TRC ZigurFest
  • Vaudeville Rendez- vous
  • Walk&Talk Azores - Public Art Festival
  • WOOL - Covilhã Urban Art Festival
 
Publicado em Festivais
Uma nova plataforma digital foi lançada recentemente pela Caixa Geral de Depósitos, a pensar na época dos festivais de verão. Esta iniciativa tem como público alvo os festivaleiros que querem guardar as suas melhores recordações destes eventos de música.
 
Todas as fotografias e vídeos partilhados no Instagram ou através do sistema RFID nas ativações da marca com a hashtag #EstamosCá, serão incluídos numa timeline individual. Serão distribuídos autocolantes RFID nos festivais, que devem ser conservados de evento para evento, para ajudar no processo de partilha na timeline.
 
A iniciativa “A Caixa nos Festivais” já arrancou com o NOS Primave Sound, no Porto, habilitando ainda a todos os participantes a ganhar vários prémios.
Publicado em Mix
Niles Hollowell-Dhar, mais conhecido como KSHMR, é um dos cabeças de cartaz da edição deste ano do festival Dancefloor, que vai decorrer pela primeira vez em Braga, no Altice Forum, nos dias 26 e 27 de junho.
 
Recentemente, o artista lançou a faixa “No Regrets”, em colaboração com Yves V e Krewella, que teve a aclamação da crítica especializada.
 
KSHMR junta-se assim ao line-up já composto por Yellow Claw, Ran-D, Deorro e a dupla D-Block & S-Te-Fan. Os bilhetes já se encontram à venda nos locais habituais com preços entre os 16 e os 38 euros.
 
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 15
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.