06-04-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A edição deste ano do Rock in Rio Lisboa, que terminou no passado fim-de-semana, foi, mais uma vez, um verdadeiro sucesso. Nos vários palcos espalhados pela Cidade do Rock, muitos foram os artistas de música eletrónica que atuaram para milhares de pessoas durante a sexta-feira e sábado. 
 
 
MERGULHAR AO SOM DA MELHOR MÚSICA ELETRÓNICA
 
 
As Somersby Pool Parties vieram para ficar. Durante os dois últimos dias de Rock in Rio Lisboa, vários nomes como DJ Big, Van Breda, Isabel Figueira e o residente Francisco Praia deram música à piscina da Cidade do Rock. No último dia, houve ainda tempo para recriar o famoso programa “Ai os Homens”, apresentado por José Figueiras. Esta ação teve assinatura da organização das festas “Revenge Of The 90s”.
 
 
A RESIDÊNCIA CONTINUOU
 
 
Ficou sempre a cargo de inaugurar as Somersby Pool Parties. Francisco Praia, DJ residente daquele palco, apresentou mais uma vez vários sets dos mais diversos estilos musicais, que proporcionaram momentos únicos ao som de ritmos dançantes até sensivelmente ao pôr-do-sol.
 
 
NOVENTEIROS QUE SABEM FAZER A FESTA
 
 
Se és fã das eternas músicas dos anos 90 então não podes perder a próxima festa “Revenge Of The 90s”. Van Breda, Galão com Coca e André Henriques foram os DJs encarregues de recordar todos os festivaleiros que nos anos 90 também se fazia boa música. Ao longo da noite, com o tema “Welcome to the Jungle”, muitos foram os momentos em que se recordou a música, a televisão e figuras marcantes da época, com direito a convidados especiais como os Ena Pá 2000, ou os Haddaway. 
 
 
OS IRMÃOS DA ELETRÓNICA
 
 
The Chemical Brothers dispensam qualquer tipo apresentações. Deram um espetáculo único, ao som dos seus mais famosos êxitos, os irmãos apresentaram um show repleto de efeitos especiais no Palco Mundo que deliciou todos os festivaleiros amantes de música eletrónica.
 
 
O HIP HOP PELAS MÃOS DE DJ BIG
 
 
Uma das sunset parties da piscina da Somersby ficou a cargo de DJ Big. O artista português ofereceu um set recheado de sonoridades hip hop e todas as suas vertentes, fazendo dançar todos os presentes.
 
 
ISABEL FIGUEIRA: DA TELEVISÃO PARA OS PRATOS
 
 
Para quem pensa que a Isabel Figueira é apenas uma figura da televisão, engane-se. A artista portuguesa tem investido também na arte do djing e animou a piscina da Cidade do Rock, com um DJ set bastante versátil, para todos os gostos e idades.
 
 
DIEGO MIRANDA, A DOBRAR
 
 
Após o cancelamento de última hora dos Karetus, que não aceitaram as mudanças de horários devido à transmissão do jogo da Seleção Portuguesa de Futebol, Diego Miranda teve direito a um set alargado. Mais uma vez, o DJ e produtor português que se prepara para aterrar no Tomorrowland, pôs todos os seus fãs a dançar e a saltar.
 
 
PRODÍGIO BRASILEIRO
 
 
Vintage Culture foi o responsável de encerrar a edição deste ano do Rock in Rio Lisboa, no palco Music Valley. Sempre acompanhado de vários efeitos especiais, fogo e CO2, o artista brasileiro apresentou um set que recebeu nota positiva na pista de dança do festival.
 
 
Até 2020, Rock in Rio Lisboa!
 
 
Publicado em Reportagens
O Corcovado Fest, que estava marcado para amanhã, dia 25 de agosto no Forte São Neutel em Chaves, foi cancelado hoje “devido a um problema com a instalação atempada das infra-estruturas necessárias para a realização do mesmo”, comunica a organização.
 
No entanto, a mesma garante que está a “estudar a possibilidade da realização do festival no dia 15 de setembro”. No cartaz, constavam nomes como DJ Patife, Gisela João, entre outros.
 
O dinheiro dos bilhetes irá ser devolvido na sua totalidade. Quem adquiriu através da Ticketline, receberá o valor das entradas na conta bancária por onde o mesmo foi pago. Os festivaleiros que compraram nos postos de venda em Chaves, deverão digirir-se a esses locais para solicitar a devolução.
 
A organização pediu ainda “desculpa a todos os Flavienses e ao Município de Chaves pelos incómodos causados” e agradeceu aos “artistas, agentes e fornecedores” pela “compreensão e palavras de apoio”.
 
 
Publicado em Festivais
terça, 15 janeiro 2019 22:51

Kraftwerk confirmados no EDP Cool Jazz

O famoso grupo alemão de música eletrónica está de volta a Portugal. Os Kraftwerk são a mais recente confirmação para o festival EDP Cool Jazz, que vai decorrer em Cascais nos dias 9, 10, 16, 20, 24, 25 e 31 de julho.
 
A atuação está inserida na atual digressão dos artistas, que proporcionam um espetáculo único com animações em três dimensões. A última vez que os Kraftwerk estiveram em Portugal foi em 2017, no festival NEOPOP.
 
O espetáculo tem data marcada para o dia 31 de julho, no Hipódromo Manuel Possolo. Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais com preços entre 45 e os 55 euros.
 
 
Publicado em Festivais
terça, 15 maio 2018 22:15

Croácia volta a receber Ultra Europe

O Ultra Europe está de regresso à Croácia entre os dias 5 e 11 de julho e conta com um cartaz de luxo com os melhores artistas de música eletrónica internacional.
 
Axwell /\ Ingrosso, Armin van Buuren, Carl Cox, David Guetta, DJ Snake, Hardwell, Jamie Jones, Kura, Marco Carola, Marshmello, Paco Osuna e Steve Angello são alguns dos DJs e produtores confirmados para a edição europeia do Ultra Music Festival, que promete mais uma vez ser um sucesso.
 
A festa começa no dia 5 de julho com uma opening party no Giraffe Palm Beach House, em Split, preparando desta forma os festivaleiros para o Ultra Europe que acontece entre os dias 6 e 8 de julho, no Poljud Stadium.
 
No dia 9 de julho haverá uma festa no Zlatni Rat Beach, enquanto que o Ultra Beach, um evento de destaque dentro do festival, decorre no dia seguinte no Amfora Hvar Grande Beach Resort.
 
Os últimos dois dias de festa são dedicados ao conceito Resistance, para um público com ouvidos mais exigentes, no Carpe Diem Beach Club e no Fort George.
 
Segundo dados da organização, o Ultra Europe é cada vez mais um destino de eleição para os turistas portugueses que decidem juntar um bom clima a um festival de música eletrónica. Os bilhetes estão à venda no site oficial.
 
Publicado em Ultra Music Festival
O DJ e produtor israelita é a mais recente confirmação para o cartaz da edição deste ano do festival Dancefloor, que vai decorrer no estádio municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria nos dias 27 e 28 de julho.
 
Borgore regressa a Portugal para uma atuação única, onde não faltarão certamente o seus hits “Nympho”, “Decisions” ou “Ice Cream”. 
 
Blasterjaxx, Audioctricz, Noisecontrollers e KEVU são outros dos artistas confirmados no evento. Os bilhetes já se encontram à venda a partir de 10 euros.
 
Publicado em Festivais
O Maior Sunset de Sempre regressa à Figueira da Foz nos dias 5, 6 e 7 de julho e desta vez o festival RFM SOMNII vai entrar pela cidade, com vários palcos e muita música. A Figueira da Foz vai-se transformar numa ‘Cidade Festival’.
 
Além do palco principal, onde está confirmada a atuação de grandes nomes da música eletrónica internacional como Afrojack, Fedde Le Grand, Alesso ou DJ Snake, os festivaleiros podem conhecer novos palcos situados nos seguintes locais: Praça RFM SOMNII, Esquina do Casino, Escadaria do Edifício Portugal, Torre do Relógio, Esplanada Silva Guimarães, Praça Afonso de Albuquerque e Arruadas.
 
Todos estes espetáculos fora do recinto principal serão gratuitos e além da música, os festivaleiros podem assistir a performances de artes performativas, dança contemporânea e urbana, animação circense, pinturas faciais e muitas outras atividades.
 
Para os campistas, a organização preparou um warm-up do festival no dia 4 de julho com a atuação de Fábio Vasquez & Pette, Zinko, II Mini DJs e Overule. 
 
Depois das performances no recinto principal da Praia do relógio terminarem, vão acontecer after-parties todas as noites da meia-noite às 6 horas da madrugada, em vários locais.
 
Na Praça RFM SOMNII, na Praça do Forte, as after-parties decorrem das 01h às 04h com atuações de Corey James e Mayze X Faria no dia 5 de julho e Dynamic Duo, Sir Scratch e Francisco Cunha na noite seguinte. No último dia, é a vez de Putzgrilla e Mello.
 
Já no Casino da Figueira, as after-parties têm início às 00h30 até às 05h00. No primeiro dia do festival, DJ Johnny B, Moullinex e Alice Francis sobem à cabine, enquanto que no dia seguinte é a vez de Tigger Lweis, Rui Vargas e Swingrowes. No dia 7 de julho, os festivaleiros podem contar com as atuações de Raul Lemos, Miguel Barros e Electric Swing Circus.
 
A discoteca NB Club associou-se também ao festival RFM SOMNII e vai funcionar da meia-noite às 6 horas da madrugada. No dia 5 de julho o line-up conta com Mixtec, Dumore e Los Manitos. No dia seguinte, o espaço de diversão noturna da Figueira da Foz recebe o internacional Jay Hardway, enquanto que no último dia a cabine do NB Club é tomada pela dupla Double Cheese (A-Gold e Van Breda).
 
Os bilhetes para o festival encontram-se disponíveis nos locais habituais com preços entre os 29,50 e 288 euros.
 
Publicado em Festivais
Os bilhetes para os principais festivais de verão e centenas de outros espetáculos vão ser vendidos a um preço mais baixo durante o dia de hoje, 13 de abril. A iniciativa é levada a cabo pela Associação Portuguesa de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE), que aproveitou a polémica levantada na passada semana em relação aos apoios às artes para lançar uma campanha pela reposição do IVA a 6% na compra de ingressos para espetáculos ao vivo. Esta sexta-feira, os bilhetes para o Rock in Rio, o NOS Alive, o Super Bock Super Rock e muitos outros festivais serão vendidos como se o IVA ainda fosse 6% e não os atuais 13%.

Álvaro Covões, proprietário da Everything is New, explicou ao Público que a APEFE também lançou uma petição pública pela reposição do valor do IVA para os níveis pré-troika. O promotor, que também é vice-presidente da Associação, indicou que a adesão dos responsáveis pelos espetáculos de teatro mais relevantes, como Filipe La Féria ou a produtora UAU, vai alargar a iniciativa aos "maiores espetáculos de música e teatro de norte a sul do país promovidos por agentes privados".

"Quando a troika chegou a Portugal foi pedido a todos os portugueses um sacrifício. Tudo isso foi reposto. Passada a tempestade e com os números fantásticos da economia portuguesa, não faz sentido discutir os subsídios à área cultural quando não se pode usufruir dela", defendeu Álvaro Covões.

O dono da Everything is New lamentou ainda que os agentes culturais do Estado não possam associar-se à iniciativa "24 horas de cultura a 6%", ainda que concordem com a premissa. A APEFE conseguiu agregar os representantes da Everything is New, da UAU, da Ritmos (responsável pelo Paredes de Coura e pelo Primavera Sound), da Música no Coração (Super Bock Super Rock e Meo Sudoeste), da Ritmos & Blues e da PEV Entertainment (Marés Vivas). De acordo com a lei, os bilhetes têm de ser vendidos com IVA de 13%, por isso, o valor será reduzido no custo base.
Publicado em Eventos
O panorama dos festivais de música conta este ano com mais eventos e de menor dimensão, mas o setor precisa ainda de mais profissionalização, afirmou à agência Lusa o diretor da associação APORFEST, Ricardo Bramão. 
 
Criada em 2014, a Associação Portuguesa dos Festivais de Música (APORFEST) tem estado a analisar a área dos eventos de música - que começam agora a ganhar força com a chegada do verão -, e já traçou o perfil do espectador português e promove formação de agentes do setor.
"Percebemos que esta área não está ainda maturada, que há mais festivais, de pequena dimensão, e que há outros que desaparecem, ou porque não têm apoio financeiro sustentado ou por falta de capacidades", referiu o responsável.
 
De acordo com a APORFEST, o calendário português conta com cerca de 150 festivais de música, entre os que têm maior visibilidade junto do público português, o NOS Primavera Sound é um dos primeiros a realizar-se, no Parque da Cidade, no Porto. 
 
Nas próximas semanas e até setembro, há propostas para quase todos os gostos, do fado à world music, do pop rock ao reggae, das músicas do mundo à eletrónica, com centenas de concertos e a movimentação de milhares de artistas, de norte a sul do país. 
 
No que diz respeito aos festivais que somam mais de dez edições, o ranking é liderado pelo Festival Músicas do Mundo de Sines, com a 17.ª edição, em julho e o Super Bock Super Rock, que cumpre 20 anos em julho, mudando-se do Meco para o Parque das Nações, Lisboa, e ainda o Vodafone Paredes de Coura, desde 1993 a mostrar música na localidade minhota. 
 
Outros estão ainda nas primeiras edições e a consolidarem-se, como o Caixa Ribeira, dedicado ao fado, em junho no Porto, ou o Sol da Caparica, só com música portuguesa, em agosto, na Costa de Caparica. 
 
Sobre o panorama dos festivais, Ricardo Bramão explica que "há vontade de se fazerem festivais, mas a dificuldade é conseguir mantê-los, sobretudo os de menor dimensão, ou porque falha um ou outro apoio, ou porque não há conhecimentos suficientes para otimizar o trabalho". 
 
Recorde-se que em 2014 foi lançado um estudo efetuado pelo TalkFest que dava conta dos números dos festivais portugueses e que podem ser consultados em infografia aqui.
 
Publicado em Festivais
A primeira edição do Discoveries Festival foi adiada para o final do ano “por razões de produção do espetáculo”, revelou a organização em comunicado, referindo ainda que será anunciada uma nova data para o evento.
 
O festival iria decorrer no próximo dia 9 de junho, no Campo Pequeno em Lisboa com Audiotricz, D.O.D., Matisse & Sadko, Justin Mylo, Thomas Gold, KEVU e Alex-T no line-up. A promotora do evento, Westablished, informou ainda “que estão a ser efetuadas todas as diligências junto dos artistas e seus representantes de forma a ser mantido o mesmo cartaz”.
 
Os bilhetes já comprados vão ser válidos para a nova data, que deverá ser no final deste ano, mas para quem pretende a devolução de entradas, o reembolso pode ser efetuado nas respetivas bilheteiras.
 
Publicado em Festivais
domingo, 11 janeiro 2009 09:54

Novo festival de Verão na Ericeira

A promotora Música no Coração está a preparar um novo festival de Verão para o final do mês de Junho.

Em entrevista ao jornal «Briefing» o director-geral Luís Montez revelou que o evento, a realizar na Praia de Ribeira d'Ilhas (Ericeira), terá a duração de dois dias (uma sexta-feira e um sábado) e estará exclusivamente focado para a música Reggae.

«Quero fazer este formato porque não tenho nenhum evento de reggae. Tenho de jazz, de rock... mas não de reggae», explicou.
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 18
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.